R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Internacional/Notícias

Icone de Internacional Internacional

Arte/R7
publicado em 02/03/2010 às 08h42:

Chilenos dormem no aeroporto
do Rio esperando volta para casa

Voos para Santiago estão suspensos desde o terremoto do último sábado

Da Agência Brasil e Agência Estado

O saguão do Aeroporto Internacional Galeão Tom Jobim, no Rio de Janeiro, virou um acampamento improvisado para dezenas de chilenos que esperam no lugar a possibilidade de embarcar de volta a seu país, devastado por um forte terremoto. Os voos comerciais para a capital Santiago estão suspensos desde o último sábado, já que o aeroporto da cidade foi parcialmente destruído pelo tremor.

Mais de 50 chilenos estão dormindo no local já que, com as férias ampliadas à força, muitos ficaram sem dinheiro para continuar hospedados em hotéis.

Um dos cidadãos chilenos nessa situação é Nancy Velásquez, que embarcaria para Santiago no sábado em um voo da TAM.

- No sábado, todos dormimos aqui. Às cinco da manhã [de domingo] estávamos todos acordados, passando frio, sem cobertores, sem nada. Ainda não temos nenhuma informação sobre o nosso voo. Então, provavelmente vamos dormir mais um dia aqui no aeroporto.

Por meio de sua assessoria de imprensa, a Lan Chile informou que não prometeu arcar com as despesas dos passageiros e que não tem essa responsabilidade. A empresa chilena informou ainda que não sabe quando poderá decolar com um segundo avião. Funcionários de uma companhia aérea chegaram a chamar a polícia para retirar da frente do balcão da empresa passageiros que estavam descansando no chão. A TAM e a Gol também informaram que não têm previsão de quando voltarão a voar para o Chile.

A orientação do consulado chileno para as pessoas que estão no Brasil sem conseguir voltar para casa é que tentem trocar a passagem que tinham para Buenos Aires e, de lá, seguir por meios terrestres até Santiago. No entanto, os passageiros reclamam que não têm como desembolsar os US$ 350 (R$ 650) necessários para fazer a mudança.

chile rio 2

(Foto: AFP)

 
Veja Relacionados:  chile, terremoto
chile  terremoto 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping