R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Internacional/Notícias

Icone de Internacional Internacional

publicado em 20/08/2011 às 15h30:

Embaixada líbia no Brasil fica sem bandeira
depois de confrontos entre manifestantes

Pancadaria começou quando opositores hastearam bandeira da oposição na Líbia

Do R7, com Agência Brasil


Publicidade

Depois da confusão nesta sexta-feira (19) entre grupos pró e contra o ditador líbio, Muammar Gaddafi, a embaixada da Líbia em Brasília continua sem bandeira hasteada.

Na manhã deste sábado (20), a situação foi tranquila na representação diplomática. Apenas dois policiais militares estão de plantão no local e não há funcionários trabalhando. O embaixador líbio, Salem Zubeide, mora em outro endereço.

Ontem, um grupo de 30 manifestantes entrou ontem na embaixada e trocou a bandeira oficial da Líbia pela do Conselho Nacional de Transição (CNT), liderado pela oposição a Gaddafi.

Houve troca de socos e empurrões entre manifestantes, seguranças e o filho do embaixador líbio no Brasil, Mutas Zubeide. A confusão começou no final da tarde, durante as comemorações do Ramadã, quando funcionários da embaixada simpatizantes dos opositores e um grupo de fiéis ao líder líbio iniciaram uma discussão.

Depois de negociações conduzidas por diplomatas do Ministério das Relações Exteriores e policiais federais e militares, os manifestantes foram retirados da embaixada, que é considerado território líbio.

De acordo com o Batalhão Rio Branco da Polícia Militar, responsável pela segurança das representações diplomáticas na capital federal, ninguém foi detido.

Ditador resiste às pressões interna e externa

Há seis meses, rebeldes pressionam para que Gaddafi deixe o poder, depois de 42 anos no comando do país.

O ditador resiste às pressões interna e externa. Os países-membros da Otan (aliança militar do Ocidente) aumentam o cerco para forçar a renúncia do líder líbio e neste sábado os rebeldes anunciavam uma ofensiva contra Brega, um posto avançado das forças leais a Gaddafi no leste do país – que dá acesso à capital.

O vice-ministro de Assuntos Exteriores da Líbia, Jaled Kaim, negou que Gaddafi planeje abandonar o país, como dizem os opositores, segundo a agência de notícias Telam, da Argentina.

Já o presidente do CNT, Mustafá Abdelkhalil, afirmou que o fim do ditador da Líbia "está próximo", confirmando contatos com o grupo mais ligado ao coronel.

Veja Relacionados:  Brasil, Embaixada líbia, confrontos, bandeira
Brasil  Embaixada líbia  confrontos  bandeira 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping