R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Internacional/Notícias

Icone de Internacional Internacional

R7
publicado em 03/03/2010 às 11h31:

Empresa aérea oferece dinheiro para
que passageiros fiquem no Chile

Companhia LAN nega problemas e diz que prioriza clientes que tiveram voos cancelados

Do R7

A empresa aérea LAN Chile ofereceu até R$ 3.943,00 (US$ 2.200,00) a passageiros que se dispusessem a ficar no Chile, país atingido por um forte terremoto no último dia 27, segundo relato de um dos brasileiros presentes no voo.

A companhia aérea teria vendido mais passagens do que os assentos disponíveis (procedimento conhecido como overbooking) em um voo para o Brasil e teve que fazer um "leilão" para tentar tirar passageiros do avião. 

De acordo com relato de um dos passageiros à TV Record, a oferta começou em R$ 2.867,00 (US$ 1.600,00) e foi subindo até atingir R$ 3.943,00 (US$ 2.200,00):

- O voo era pra sair à 1h, nós conseguimos entrar no avião às 3h, mas ocorreu um overbooking e aí eles começaram a oferecer dinheiro para quem descesse do avião.

Segundo o passageiro, quatro pessoas aceitaram deixar o avião, e o voo chegou a São Paulo na manhã desta quarta-feira (3), às 8h05.

 

 

Por e-mail, a assessoria de imprensa da LAN Chile negou que tenha havido overbooking no voo de Santiago para São Paulo.

"Não há nenhuma possibilidade de essa informação ser verdadeira. A LAN continua dando prioridade de embarque (em Santiago, São Paulo e Rio de Janeiro) aos passageiros que tinham e têm reservas nos voos que foram cancelados, por ordem cronológica", disse a empresa.

Número de mortos aumenta e governo recebe críticas

O número de mortes provocadas pelo terremoto e pelo tsunami que atingiram o Chile no último dia 27 chegou a 799, de acordo com a Onemi (Escritório Nacional de Emergências, em espanhol), órgão oficial que coordena os esforços de resgate no país.

Ao mesmo tempo, o governo da presidente do Chile, Michelle Bachelet, enfrenta críticas por sua condução do caso, muitas das quais envolvem a atuação oficial em relação ao tsunami gerado pelo tremor.

O enviado do Jornal da Record ao Chile, Luiz Carlos Azenha, comentou que muitas das pessoas que correram para as montanhas para se salvar de uma possível onda gigante voltaram para suas casas após ouvir que tinham de manter a calma e que o perigo já havia passado. E o tsunami acabou provocando a morte deles.


 
Veja Relacionados:  chile, lan, empresa aérea, overbooking, terremoto
chile  lan  empresa aérea  overbooking  terremoto 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping