R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Internacional/Notícias

Icone de Internacional Internacional

publicado em 21/08/2010 às 05h22: atualizado em: 21/08/2010 às 08h00

Irã inaugura sua primeira usina nuclear

Construída pelos russos, Bushehr começa a receber carga de combustível atômico

EFE


Publicidade

O Irã inaugurou neste sábado (21) a usina nuclear Bushehr, sua primeira instalação do tipo, informou a agência nuclear russa Rosatom.

A unidade foi construída por engenheiros russos no porto de Bushehr, apesar das sanções internacionais que pesam sobre o programa nuclear do Irã, acusado de perseguir objetivos militares.

O chefe do programa atômico iraniano, Ali Akbar Salehi, e o chefe da Rosatom, Serguei Kirienko, assistiram à cerimônia oficial, que conta com a aprovação da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

Irã e Rússia garantem que Bushehr será destinada unicamente a gerar eletricidade e que suas instalações não podem ser utilizadas para fins militares.

Salehi disse que este sábado é um dia "histórico e inesquecível" para o Irã, e agradeceu à Rússia por sua cooperação na construção e transferência de tecnologia nuclear.

- Apesar de todas as pressões e sanções impostas pelos países ocidentais, somos testemunhas do início dos trabalhos do maior símbolo das atividades nucleares pacíficas iranianas.

As 82 toneladas de combustível nuclear russo foram transportadas até a câmara do reator da central, que tem 1.000 megawatts de potência.

Kirienko explicou que as barras de combustível de urânio serão carregadas no reator nas próximas semanas, e que a central começará a gerar eletricidade antes do fim deste ano, vários meses antes do previsto.

Projeto original é alemão

A companhia alemã Siemens começou as obras de Bushehr em 1974, mas teve que suspender o projeto devido à Revolução Islâmica no Irã em 1979.

Os técnicos do projeto atual aproveitaram os alicerces da planta original e os equipamentos utilizados usados pela companhia alemã.

A corporação russa AtomStroyExport retomou a construção após assinar um contrato com o Irã em fevereiro de 1998. Os atrasos, no entanto, se tornaram uma constante, principalmente por causa das suspeitas da comunidade internacional sobre a existência de um programa nuclear militar iraniano.

Sobre as críticas dos Estados Unidos e de Israel, a Rosatom insiste que as duas fases do ciclo nuclear da planta que podem ser utilizadas tanto com fins civis como militares - o enriquecimento de urânio e a reciclagem do combustível nuclear utilizado para o funcionamento da central - são feitas em território russo.

O Irã deu garantias escritas de que o combustível será empregado exclusivamente na central para gerar eletricidade. Além disso, Moscou e Teerã assinaram, no início de 2005 um protocolo sobre a devolução à Rússia do combustível nuclear utilizado.

Veja Relacionados:  irá, usina nuclear, enriquecimento, urânio, bushehr
irá  usina nuclear  enriquecimento  urânio  bushehr 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping