R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Agosto de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Internacional/Notícias

Icone de Internacional Internacional

publicado em 11/01/2012 às 13h59:

Menino de 13 anos mata quatro pessoas
de uma mesma família na Argentina

Exames de DNA confirmam que garoto é autor de massacre; polícia suspeita de crime sexual

Do R7, com agências internacionais

Publicidade

Um rapaz de 13 anos é o autor de um massacre que deixou quatro mortos em uma casa de Mendoza, no oeste da Argentina, confirmou a polícia local nesta quarta-feira (11) segundo o jornal argentino Clarín. Segundo as autoridades, exames de DNA confirmaram traços de sangue das vítimas nas roupas do menino.

Criança de 11 anos assalta livraria na Argentina

Viúva admite que matou governador argentino

Doença de Cristina Kirchner escondeu compra milionária

O crime aconteceu no dia 6 de dezembro, quando, segundo a versão apresentada pelo garoto, um homem encapuzado atacou Monica Miguel, de 49 anos, seu filho adotivo, Exequiel, de 10, e seus avós, Alí Miguel e Sara García, de 80 e 84 anos respectivamente.

A quinta pessoa presente na casa era, segundo a polícia, um vizinho de apenas 13 anos, amigo de Exequiel. No entanto, o garoto não irá preso porque é menor de idade, mas está internado em um hospital psiquiátrico.

O menino, que não teve seu nome divulgado, teria ido até a casa do amigo para jogar videogame.

A polícia suspeita que o crime tenha motivações sexuais. A família foi morta a golpes de faca.

De acordo com o Clarín, o garoto vivia com a avó na casa em frente à da família. Segundo a polícia, a avó do menino lavou as roupas dele após o crime, mas exames de DNA revelaram que traços genéticos das vítimas ainda estavam presentes em sua camisa e seu tênis.

Inicialmente, o menino de 13 anos afirmou que um homem encapuzado invadiu a casa e matou a família. Depois, ele acusou o amigo Exequiel de matar sua mãe e avós, e disse ter agido em “legítima defesa” ao assassinar o vizinho de apenas 10 anos. Ele fugiu pela porta da frente.

Ainda de acordo com o Clarín, a polícia suspeita que o crime tenha relação com abuso sexual. A perícia confirmou que os dois meninos navegavam em sites pornôs nos momentos que antecederam o crime, e trabalha com a hipótese de que o garoto de 13 anos estuprava o amigo mais novo quando foi surpreendido pela chegada da mãe dele.

Também foram encontrados traços de sêmen na casa, mas a polícia ainda não pôde confirmar se ele pertence ao menino de 13 anos. Relatórios psiquiátricos indicam que o garoto tem propensão à violência.

 
Veja Relacionados:  argentina, massacre, menino
argentina  massacre  menino 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping