R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Internacional/Notícias

Icone de Internacional Internacional

publicado em 19/01/2012 às 14h33:

Navio naufragado na Itália afundou
ao som de Titanic, diz sobrevivente

Passageiro suíço relata momentos de desespero e ironia a bordo do Costa Concordia

Do R7, com agências internacionais


Publicidade

A música My Heart Will Go On, trilha sonora do filme Titanic, foi a última canção ouvida pelos passageiros do navio Costa Concordia quando ele afundou na última sexta-feira (13), relatou um passageiro suíço ao tabloide britânico The Sun.

Especialista pede mais segurança em cruzeiros

Camiseta com a frase "Volte para bordo!" faz sucesso na Itália

"Herói do Concordia" estava fora do cruzeiro

Capitão jantava com loiraça no momento do acidente

De acordo com Yannic Sgaga, ouvido pelo jornal, a música de Celine Dion era a trilha sonora do restaurante do navio de luxo no momento em que ele colidiu com uma rocha e começou a naufragar na costa da ilha de Giglio, na Toscana.

Em entrevista ao The Sun, Sgaga disse que as imagens do filme são “mais realistas do que se pensa”, e que enquanto o navio afundava, muitas cenas vieram à sua cabeça.

No entanto, ironicamente o trabalho da tripulação do navio Costa Concordia foi bem pior do que é mostrado no filme com Leonardo DiCaprio e Kate Winslet, disse Sgaga.  Segundo ele, a tripulação do navio não prestou socorros a passageiros como ele e seu irmão, e “apenas o pessoal da cozinha” os ajudou a deixar o navio.

- Eu nunca vi uma demonstração de incompetência e irresponsabilidade como essa. Exceto por um jovem marinheiro, nós não encontramos ninguém da tripulação para organizar os botes salva-vidas.

Ainda segundo Sgaga, o que se viu no naufrágio do Costa Concordia foram cenas de “desespero”.

- Quando o navio começou a inclinar, centenas de pessoas ainda estavam na parte de dentro sem nenhuma informação sobre como agir. Houve pânico e nós tivemos que andar pelas paredes.

Até agora, onze pessoas morreram, das quais seis foram identificadas: dois turistas franceses, um italiano, um espanhol e dois membros da tripulação, um peruano e outro húngaro- este último era violinista a bordo do navio.

Ao todo, 26 pessoas estão desaparecidas, entre elas as vítimas cujos corpos recuperados não foram identificados.

O capitão do navio, Francesco Schettino, foi preso e é acusado de homicídio culposo e por abandonar o barco.

Além disso, a empresa Costa Cruzeiros se posicionou contra o capitão, e disse que não irá arcar com as despesas de sua defesa. Em entrevista coletiva na segunda-feira passada, o presidente da Costa Cruzeiros, Pier Luigi Foschi, disse que a empresa também é vítima do acidente. Ele calculou os danos da companhia em US$ 93 milhões (R$ 163 milhões), estimativa que ainda não contabiliza o valor dos seguros que deverão ser pagos aos passageiros. 

 
Veja Relacionados:  concordia, naufragio, musica, testemunhas, sobreviventes, relato
concordia  naufragio  musica  testemunhas  sobreviventes  relato 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping