R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Internacional/Notícias

Icone de Internacional Internacional

publicado em 01/02/2011 às 11h37:

Opositor exige renúncia de presidente
do Egito e convoca “o dia da saída”

Manifestantes rejeitam qualquer negociação com Hosni Mubarak no poder

Do R7, com agências internacionais


Publicidade

O presidente do Egito, Hosni Mubarak, deve abandonar o poder até a próxima sexta-feira (4), afirmou o opositor Mohamed ElBaradei ao canal Al Arabiya.

- Os egípcios protestam há uma semana para que Mubarak renuncie e querem que saia hoje mesmo ou, no mais tardar, na sexta-feira. Sexta-feira foi batizado de o dia da saída.

Afinal, o que está acontecendo no Egito?

Fotonovela: Grito de liberdade no mundo árabe

Veja a cobertura completa da crise no Egito

Mubarak governa o Egito desde 1981 e para esta terça-feira (1º) foi convocado o maior protesto contra seu governo.

ElBaradei disse que está convencido de que Mubarak acabará renunciando "para salvar sua pele" e acredita que "o Exército egípcio ficará ao lado do povo" em entrevista ao jornal britânico The Independent.

- É de bom senso, ao ver alguns milhões de pessoas que foram às ruas representando 85 milhões de egípcios que odeiam Mubarak, que querem que saia. O Exército é parte do povo e no final das contas, quando [o militar] tira o uniforme, ele faz parte desse povo, com os mesmos problemas, a mesma repressão, a mesma incapacidade para levar uma vida decente. Não acho que vão atirar contra as pessoas, e além disso, disparar para proteger o que?

ElBaradei descreveu Mubarak como um presidente que, segundo o opositor, sempre o recebeu com amabilidade em seu retorno de missões da ONU.

- Tínhamos uma relação muito cordial. Eu dizia o que pensava deste ou daquele problema. Ele não tem assessores com coragem suficiente para dizer-lhe a verdade.

ElBaradei não ocultou suas críticas aos Estados Unidos.

- Lembra como no primeiro dia tudo o que ouvíamos [de Washington] é que acompanhavam de perto a situação. No segundo, a secretária [de Estado, Hillary] Clinton disse que considerava 'a situação estável' no país árabe.

O político egípcio também indagou como é possível que a esta altura os EUA peçam a Mubarak que "introduza reformas democráticas" e opinou que o governo de Washington sabe que os dias do presidente egípcio "estão contados".

- Ontem escutei o [primeiro-ministro do Reino Unido, David] Cameron dizer que democracia não é uma eleição, mas consiste em construir as instituições. Todo o mundo o sabe, mas como se constrói um Poder Judiciário, uma sociedade civil sob uma ditadura? Ou há sociedade civil ou não há.

ElBaradei se também se disse indignado pelos saques nas ruas egípcias.

- Todo o mundo diz que segue ordens do regime ou do Ministério do Interior ou de quem quer que seja. Se isto é verdade, se trata do mais sinistro dos atos criminosos. Temos que verificá-lo, mas é certo que muitas dessas quadrilhas de criminosos e saqueadores são parte da polícia secreta. Quando um regime retira toda sua polícia das ruas do Cairo, quando os criminosos são parte da polícia secreta e tentam criar a impressão de que sem Mubarak o país vai afundar no caos, é um ato criminoso sobre o qual alguém tem que responder. Agora as pessoas não dizem mais que Mubarak deve sair, mas que é preciso julgá-lo. Se ele quer salvar sua pele, o melhor que faria seria renunciar.

 

 

Veja Relacionados:  egito, hosni mubarak, opositor, mohamed elbaradei
egito  hosni mubarak  opositor  mohamed elbaradei 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping