R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

22 de Novembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Internacional/Notícias

Icone de Internacional Internacional

 

publicado em 30/08/2011 às 05h40: atualizado em: 30/08/2011 às 09h24

Relembre o dia em que as Torres Gêmeas caíram

Ataques de 11 de Setembro deixaram quase 3.000 mortos e chocaram o mundo

Do R7

Publicidade

O que aconteceu no fatídico 11 de setembro de 2001 superou qualquer história de ficção. A segurança do país mais poderoso do mundo foi ultrapassada e o símbolo de sua força econômica, as Torres Gêmeas, foi arrasado após o ataque de dois aviões. Os atentados terroristas daquele dia, que depois ficaram conhecidos apenas por “11 de Setembro”, foram organizados por um grupo de fanáticos islâmicos, sob a liderança de um saudita milionário e barbudo: Osama bin Laden. Os ataques, que marcaram profundamente a primeira década do século 21 e deram origem a duas guerras, completam dez anos em 2011.

Como foi o seu 11 de setembro de 2001?

'Chorei enquanto trabalhava', diz repórter do R7 sobre 11/9

Veja atentados de 11 de Setembro em 11 imagens históricas

O plano audacioso da Al Qaeda, desenhado por Bin Laden, começou a ser executado por volta das 8h em Nova York (9h em Brasília), quando o voo 11 da American Airlines partiu de Boston, 14 minutos atrasado, com destino a Los Angeles.

Os cinco sequestradores a bordo precisaram de menos de uma hora para tomar o controle da aeronave e lançá-la sobre a Torre Norte do World Trade Center (WTC), em Nova York, a maior cidade dos Estados Unidos.

Ainda sem entender o que tinha acontecido, as primeiras emissoras de TV começaram a mostrar imagens da fumaça escura saindo de uma das Torres Gêmeas. E apenas 16 minutos após o primeiro ataque, um segundo avião é lançado sobre o WTC, dessa vez atingindo a Torre Sul.

Em 15 minutos, o WTC foi esvaziado por equipes de resgate e todas pontes e túneis de Manhattan começaram a ser fechados.

Nesse mesmo momento, o então presidente americano, George W. Bush, estava em uma escola primária na Flórida, onde participava de um atividade com crianças. O texano foi avisado por um assessor do ataque à segunda torre com uma frase emblemática: “A América está sendo atacada”.

Washington na mira

Além do atentado às Torres Gêmeas, outras duas aeronaves estavam nas mãos dos sequestradores e se dirigiam a Washington, capital dos Estados Unidos.

Pouco mais de uma hora após decolar da cidade, o voo 77 da American Airlines volta à capital americana e, guiado pelos terroristas, é jogado sobre o Pentágono (sede do Departamento de Defesa).

Um quarto avião, já nas mãos dos terroristas, também estava a caminho de Washington. Mas os passageiros do voo 93 da United Airlines, muitos deles avisados pelo celular dos ataques às Torres Gêmeas, decidiram lutar com os sequestradores.

A aeronave acabou caindo em uma área rural da Pensilvânia. O plano dos terroristas era atingir o Capitólio (sede do Poder Legislativo americano) ou a Casa Branca.

Colapso das Torres Gêmeas

Enquanto o avião caía na Pensilvânia, a Torre Sul do WTC, a segunda a ser atingida, começa a desabar. Menos de uma hora depois de ser atingida e consumida pelas chamas, a primeira torre cai e levanta uma enorme nuvem de poeira.

Centenas de bombeiros e policiais ainda lutam contra doenças respiratórias e câncer provocado pela destruição do WTC. A segunda torre (norte) desmoronou 102 minutos após ser atacada.

Os quatro atentados causaram a morte de quase 3.000 vítimas, contando com os 19 sequestradores. Com exceção dos 55 militares mortos no ataque ao Pentágono, as demais vítimas eram civis.

Os ataques chocaram o mundo e ganharam repercussão internacional imediatamente, com transmissões ao vivo pela TV para centenas de países. Os atentados deixaram vítimas de 70 nacionalidades diferentes, incluindo três brasileiros.

As imagens das torres caindo e das pessoas desesperadas se atirando pelas janelas estimularam reações de choque e desespero no Ocidente, além de infames comemorações de palestinos mostradas pela imprensa internacional na faixa de Gaza.

Ataques deram início à “Guerra ao Terror”

Os atentados de 11 de setembro foram a segunda vez em que os EUA foram atacados em seu próprio território. Antes, em 1941, um ataque aéreo japonês à base de Pearl Harbor, no Havaí, deixou cerca de 2.000 mortos e fez com que os EUA entrassem na 2ª Guerra Mundial (1939-1945).

Assim como em Pearl Harbor, a resposta dos EUA aos ataques veio rapidamente e deu início a uma era de combate ao terrorismo islâmico que levou o país a duas guerras. Pouco menos de um mês depois do 11 de Setembro, Bush declarou guerra ao Afeganistão, onde o mentor dos ataques, Osama bin Laden, supostamente estaria se escondendo em cavernas.

Dois anos mais tarde, em 2003, os EUA e seus aliados invadiram o Iraque para derrubar o regime do ditador Saddam Hussein, acusado de abrigar terroristas e esconder armas de destruição em massa – o que nunca foi comprovado.

Ainda hoje os EUA negociam a retirada de suas tropas desses países, previstas para dezembro deste ano. Bin Laden acabou sendo morto apenas em maio de 2011, dez anos após os atentados. Ele foi encontrado por forças de elite do Exército americano em uma mansão no Paquistão.

 
Veja Relacionados:  11 de setembro, terroristas, eua,
11 de setembro  terroristas  eua 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping