R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

1 de Novembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Internacional/Notícias

Icone de Internacional Internacional

publicado em 07/02/2010 às 10h35:

Saiba mais sobre a Revolução Laranja

Movimento foi motivado pela divisão na classe política entre os pró-Rússia e pró-Ocidente

Do R7

A Revolução Laranja foi uma série de protestos que ocorreram entre novembro de 2004 e janeiro de 2005, após as eleições presidenciais de 2004 na Ucrânia. O nome "laranja" vem da cor que os manifestantes do movimento adotaram.

Na votação, concorriam Viktor Yushchenko e Viktor Yanukovych. O resultado foi favorável para Yanukovych, visto como apoiador da Rússia. No entanto, as eleições foram marcadas por ampla fraude, intimidações e irregularidades observadas por entidades locais e internacionais.

A série de protestos também levou a greves gerais e atos de desobediência civil. Yulia Tymoshenko, uma especialista em gás e petróleo, foi uma das líderes do movimento, com o Bloco Yulia Tymoshenko.

A Suprema Corte da Ucrânia ordenou então que a votação fosse anulada em 26 de dezembro de 2004 e estabeleceu um segundo turno.

Na segunda votação, Yushchenko venceu com 52% dos votos e Yanukovych ficou com 44%. O vencedor foi anunciado em 23 de janeiro de 2005 em Kiev e o ato marcou o fim da Revolução Laranja.

País pende entre Rússia e Europa

Independente desde 1991, com a desintegração da União Soviética, a Ucrânia ficou no meio do caminho entre a zona de influência da Rússia e a do Ocidente (União Europeia e Estados Unidos). Desde então, o país pende ora para um lado, ora para o outro, tanto porque sua classe política é dividida entre os que são pró-Rússia (caso do candidato Viktor Yanukovych) e os pró-Europa (caso de Yulia Tymoshenko).

O professor de Relações Internacionais da PUC-SP, Paulo Edgar Resende, lembra que "cerca de 17% da população ucraniana são de etnia russa e um terço fala o russo como primeira língua". Apesar dos laços históricos com o antigo país invasor (no século 19 as regiões da atual Ucrânia foram anexadas pelo império russo e pelo império austro-húngaro), o país tem uma economia relativamente desenvolvida e independente:

- A Ucrânia é um país bastante industrializado, que recebeu muito investimento durante a União Soviética. Embora dependa do gás da Rússia, o país é autossuficiente em relação à energia elétrica e nuclear. Além disso é um dos maiores exportadores de aço do mundo.

Resende explica que "a Ucrânia tenta se aproximar do Ocidente, mas a Rússia ainda tende a ver o país, assim como a [vizinha] Geórgia, como regiões dependentes de Moscou". Em 2002 o país assinou uma aliança com a Otan (pacto militar do Ocidente, anti-Rússia no período da Guerra Fria), o que irritou Moscou. Apesar disso, os europeus vão devagar no namoro com a Ucrânia:

- A União Europeia sofre pressão dos EUA para se aproximar da Ucrânia, na tentativa de diminuir a influência russa na Europa. Mas os europeus são cautelosos, já que boa parte do continente é dependente do gás russo.


 
Veja Relacionados:  revolução laranja, ucrânia, yulia tymoshenko, viktor yushchenko, viktor yanukovich
revolução laranja  ucrânia  yulia tymoshenko  viktor yushchenko  viktor yanukovich 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping