R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

24 de Abril de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Internacional/Notícias

Icone de Internacional Internacional

 

publicado em 18/02/2011 às 14h03:

Vizinhos reclamaram do Brasil
para os EUA, diz WikiLeaks

Ex-presidente colombiano disse que Lula era levado por seus ideais de esquerda

Do R7

Publicidade

O ex-presidente da Colômbia Álvaro Uribe, o atual, Juan Manuel Santos, e a ex-ministra das Relações Exteriores do Paraguai, Leila Rachid, expressaram desconforto e desconfiança em relação à política externa brasileira, informam documentos publicados pelo site WikiLeaks.

Uribe disse ao diplomata americano Charles Shapiro que sua relação com Lula era dificultada pela insistência brasileira em construir um bloco contra os Estados Unidos na América Latina.

A correspondência, datada de 2004, ainda compara Lula ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez.

- Lula é mais prático e inteligente do que Chávez, mas é guiado por seu passado de esquerda e pelo “espírito imperial” brasileiro que se opõe aos EUA. Uribe tem pouca influência com Lula ou Chávez porque eles o veem como um amigo dos EUA. Uribe disse que continuaria a pressionar Chávez para tomar uma iniciativa contra os narcotraficantes e salientou que Lula não cumpriu suas promessas de lutar contra os traficantes.

Em uma outra mensagem, de 2008, o embaixador dos EUA na Colômbia, William R. Brownfield, comenta as impressões do então ministro da Defesa da Colômbia, Juan Manuel Santos, que hoje é presidente do país.

Santos relata ao americano que havia sido informado pelo ministro da Defesa do Brasil, Nelson Jobim, da proposta do Conselho de Segurança da América do Sul. O colombiano disse que temia que o órgão repetisse o trabalho de instâncias da ONU (Organização das Nações Unidas) e da OEA (Organização dos Estados Americanos).

O então ministro teria expressado ainda o receio de que quem estivesse por trás da ideia fosse a Venezuela. Ele afirmou ainda que a Colômbia não queria, mas que, se não participasse da iniciativa, poderia terminar isolada na região.

Ambição brasileira preocupa o Paraguai

No Paraguai, o clima de desconfiança se repete, segundo os documentos. A então ministra das Relações Exteriores do país, Leila Rachid, participou em maio de 2005 de uma conversa com diplomatas americanos.

Leila disse na reunião, de acordo com o documento, que se preocupava com “a ambição brasileira de se tornar a voz mais importante da região” e ela teria pedido aos EUA que se posicionassem para conter o Brasil. Ela também reclamou que o governo brasileiro cortou quotas de exportação do Paraguai.

- [Leila] Rachid sustentou que o Brasil tem uma grande briga com uma gama de ministros do Exterior [das Relações Exteriores], principalmente os da Colômbia e do Chile.

Os desacordos girariam principalmente em relação à posição do Brasil quanto ao Sudão e no processo de paz no Oriente Médio.
Ela também disse na época que havia colocado seu cargo à disposição, pois gostaria de voltar a morar junto a seu marido nos EUA.

Leila disse que não recomendou para substituí-la veteranos como Luiz Gonzales Arias, que ocupava o posto de embaixador do Paraguai no Brasil, pois eles estariam ligados a violadores de direitos humanos da era Alfredo Stroessner, em referência ao ex-governante paraguaio que morreu em Brasília em 2006.

A mesma oficial manifesta descontentamento com o então ministro das Relações Exteriores brasileiro, Celso Amorim, a quem ela acusava de querer afastar a influência dos EUA e assim deixar o destino paraguaio à mercê do Brasil.

Veja Relacionados:  brasil, eua, wikileaks, cables
brasil  eua  wikileaks  cables 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping
Blu-Ray Player Blu-Ray Pl Saraiva R$ 449,00
Monitor Monitor Wal-Mart R$ 348,00
Fogão Fogão Mania Vi R$ 580,41
Blu-Ray Player Blu-Ray Pl Saraiva R$ 299,00