Small-house Faça do R7.com sua página inicial

SIM NÃO

Internacional

23/12/2012 às 10h27 (Atualizado em 23/12/2012 às 10h49)

Oposição egípcia denúncia fraude no referendo constitucional

Segundo Irmandade Muçulmana, Constituição foi aprovada com 64% dos votos

EFE

Oficiais contam votos em Bani Sweif, 115 km ao sul do Cairo 22.12.2012/Divulgação/Reuters

A Frente de Salvação Nacional (FSN), que agrupa grande parte da oposição não islâmica egípcia, denunciou neste domingo (23) a ocorrência de uma fraude no referendo sobre a nova Constituição realizado no país nos dias 15 e 22 de dezembro.

Em entrevista coletiva no Cairo, vários dirigentes da coalizão asseguraram que impugnarão os resultados.

Segundo a Irmandade Muçulmana, o "sim" à nova Constituição deve faturar o referendo com 64% dos votos. Os números oficiais só serão divulgados na segunda-feira.

O grupo ao que pertenceu o presidente egípcio, Mohammed Mursi, até chegar ao poder informou que o "sim" venceu em 16 das 17 Províncias nas quais foi realizada no sábado a segunda fase da consulta.

A única na qual ganhou o "não" foi Menufiya (norte), segundo a Irmandade Muçulmana, cujos dados apontam para uma vitória folgada do "sim" nas outras Províncias, entre as quais se encontram Giza, que abrange parte do Cairo, Suez (leste) e Luxor.

Por sua vez, a televisão egípcia indicou que o "sim" conseguiu 70,7% dos votos na segunda rodada, enquanto o jornal estatal Al Ahram o avalia em 71,4%, com uma participação de 32%.

O primeiro turno aconteceu há uma semana em outras dez Províncias, entre elas Cairo e Alexandria, e nela ganhou o "sim" com quase 57% dos votos, sempre segundo os resultados oficiosos.

Durante a segunda rodada do plebiscito, tanto Irmandade Muçulmana como a Frente de Salvação Nacional (FSN), que reúne grande parte da oposição não islamita, denunciou haver detectado várias irregularidades.

O FSN solicitou o "não" ao considerar que a redação da minuta da Constituição foi monopolizada pelos islamitas e que o texto corta direitos e liberdades, além de abrir a porta para uma interpretação islamita da lei, entre outras críticas.

Quer ficar bem informado? Leia mais

O que acontece no mundo passa por aqui

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Verde-amarelo contagiante

Bandeiras e camisetas do Brasil se espalham pelo mundo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Fé proibida

Conheça os países com maiores índices de perseguição religiosa

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Imagens do ano

Entre sorrisos e lágrimas: veja as imagens mais emocionantes de 2013

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Perturbador

Crimes brutais chocaram o mundo em 2013. Veja os casos mais macabros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Internacional

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!