Internacional

12/12/2012 às 09h08 (Atualizado em 12/12/2012 às 09h08)

Orquestra toca Villa-Lobos e Tom Jobim em jantar de gala para Dilma

Ex-presidente Lula faltou em evento em Paris, que contou com a presença de políticos e empresários do Brasil e da França

BBC Brasil

O presidente francês, François Hollande, destacou no discurso realizado no jantar os laços históricos que unem a França e o Brasil REUTERS/Michel Euler/Pool

 

A presidente Dilma Rousseff participou na noite de terça-feira (11) de um jantar de gala oferecido pelo presidente francês, François Hollande, no palácio do Eliseu, que contou com a presença de membros do governo dos dois países, políticos e empresários.

Convidado, o ex-presidente Lula não apareceu. No mesmo dia do jantar, Lula foi alvo de denúncias, publicadas pelo jornal O Estado de São Paulo, de que teria avalizado empréstimos que alimentaram o chamado mensalão.

O Brasil foi homenageado até na trilha sonora do evento. A orquestra de cordas da Guarda Republicana francesa tocou Villa-Lobos e Tom Jobim.

Dilma e Hollande defendem criação de empregos para superar crise

"É preciso construir um novo mundo", afirma Dilma em fórum em Paris

Dilma Rousseff é recebida com honras militares em Paris

No momento em que Dilma e Hollande entraram no suntuoso salão onde ocorreu o jantar, decorado com enormes lustres de cristal, a música tocada foi a do músico Jean-Baptiste Lully, compositor da corte de Luís XIV.

Presidentes de grandes grupos franceses, como Casino (varejista dona do Pão de Açúcar), Total (petróleo) e Dassault (fabricante dos caças Rafale), além de ex-ministros socialistas, participaram do jantar.

Os ministros brasileiros que acompanham Dilma nesta visita de Estado de dois dias à França, como Guido Mantega, da Fazenda, e Celso Amorim, da Defesa, também estavam presentes.

Discurso

O presidente francês afirmou em seu discurso que a França e o Brasil têm "um futuro a ser compartilhado" e disse que os dois países devem desenvolver ainda mais suas relações.

"Nossas trocas comerciais dobraram desde 2003, atingindo 8 bilhões de euros (R$ 21 bilhões) em 2011", disse Hollande, ressaltando que as 500 empresas francesas instaladas no Brasil representam quase 500 mil empregos e que a França é o quarto maior investidor no país.

"Quando o Brasil e a França se encontram, todos os grandes assuntos do mundo são abordados. É por isso que desejamos que o Brasil obtenha uma vaga permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas", disse Hollande, ressaltando que os dois países "compartilham as mesmas convicções".

Nesta terça-feira, Hollande e Dilma afirmaram que o emprego e o crescimento econômico são prioridades para superar a crise e também defenderam ajustes fiscais apropriados para equilibrar as contas públicas.

Os dois países propuseram ainda a criação de um "conselho de segurança econômica e social", nos moldes do Conselho de Segurança da ONU, que permitiria uma "nova governança mundial".

Hollande também destacou no discurso realizado no jantar os laços históricos que unem a França e o Brasil e citou o arquiteto Oscar Niemeyer, falecido recentemente, que construiu a sede do partido comunista em Paris.

Em seu discurso no jantar, Dilma Rousseff disse que "a França e o Brasil têm todos os motivos para unirem suas vozes e atuarem concertadamente na cena internacional. Compartilhamos valores humanistas e democráticos. Defendemos o multilateralismo e a construção de uma ordem multipolar".

A presidente também voltou a afirmar que "está convencida de que as soluções baseadas apenas no aprofundamento da austeridade só tem agravado a situação econômica e social dos países atingidos pela crise".

O cardápio do jantar teve como entrada vieiras marinadas no limão e tartare de salmão defumado com pimenta rosa. O prato principal foi frango de Bresse (produzido na cidade de mesmo nome, considerado o mais renomado da França) gratinado com parmesão e um flã de batatas e cenouras.

 

Quer ficar bem informado? Leia mais

O que acontece no mundo passa por aqui

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Verde-amarelo contagiante

Bandeiras e camisetas do Brasil se espalham pelo mundo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Fé proibida

Conheça os países com maiores índices de perseguição religiosa

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Imagens do ano

Entre sorrisos e lágrimas: veja as imagens mais emocionantes de 2013

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Perturbador

Crimes brutais chocaram o mundo em 2013. Veja os casos mais macabros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Internacional

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!