Small-house Faça do R7.com sua página inicial

SIM NÃO

Internacional

7/1/2013 às 16h55 (Atualizado em 7/1/2013 às 19h05)

Pacto eleitoral faz Berlusconi desistir de candidatura na Itália

Eleições devem ocorrer nos dias 24 e 25 de fevereiro

Reuters

Berlusconi ainda sonhava em comandar país mais uma vez GIUSEPPE CACACE / AFP

Silvio Berlusconi desistiu nesta segunda-feira (7) de ser candidato a primeiro-ministro da Itália, como parte de um pacto com o partido regional Liga Norte para garantir a formação de um governo estável depois da eleição do mês que vem.

Há várias semanas Berlusconi tentava selar um acordo com os ex-aliados para fortalecer seu bloco de centro-direita, seguindo uma estratégia que visa a sufocar o eventual governo de centro-esquerda que deve emergir das eleições de 24 e 25 de fevereiro.

A Liga anteriormente rejeitava o acordo por causa da oposição da sua base partidária à candidatura de Berlusconi, que já foi primeiro-ministro em outras ocasiões e tem sua imagem marcada por escândalos.

Roberto Maroni, dirigente da Liga Norte, confirmou o acordo, que, segundo ele, "diz explicitamente que o candidato a primeiro-ministro não será Silvio Berlusconi".

Antes, falando à rádio RTL, Berlusconi deixou em aberto quem seria o premiê numa eventual coalizão de centro-direita. Ele disse que preferia ser ministro da Economia, e que o candidato mais provável para a chefia de governo seria Angelino Alfano, secretário do seu partido, o Povo da Liberdade (PDL).

Berlusconi queria a aliança com a Liga Norte para aumentar sua chance de formar uma bancada no Senado suficiente para obstruir projetos do eventual governo de centro-esquerda.

O magnata, que até agora insistia na candidatura própria, disse que permanecerá como chefe da coalizão, e, assim, será o responsável por indicar o primeiro-ministro em caso de vitória.

Maroni disse que gosta de Alfano, mas que o candidato da Liga Norte a premiê será Giulio Tremonti, ex-ministro da Economia.

A centro-esquerda, sob o comando de Pier Luigi Bersani, há meses lidera as pesquisas. A última delas, publicada no domingo, indicava uma vitória com 38% a 39% dos votos.

A aliança do PDL-Liga Norte ficaria com 28%, e uma aliança centrista comandada pelo atual premiê demissionário, Mario Monti, teria 14 a 15%, segundo esse levantamento.

A polêmica lei eleitoral italiana deve garantir uma maioria confortável para Bersani na Câmara dos Deputados.

Quer ficar bem informado? Leia mais

O que acontece no mundo passa por aqui

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Verde-amarelo contagiante

Bandeiras e camisetas do Brasil se espalham pelo mundo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Fé proibida

Conheça os países com maiores índices de perseguição religiosa

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Imagens do ano

Entre sorrisos e lágrimas: veja as imagens mais emocionantes de 2013

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Perturbador

Crimes brutais chocaram o mundo em 2013. Veja os casos mais macabros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Internacional

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!