Porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, renuncia ao cargo

Decisão teria sido protesto contra nomeação de novo diretor de comunicação

Decisão da renúncia veio após nomeação de especialista em finanças como diretor de comunicações
Decisão da renúncia veio após nomeação de especialista em finanças como diretor de comunicações Reuters

O porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, renunciou nesta sexta-feira (21) ao cargo, informou a Casa Branca.

A decisão ocorreu depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, nomeou Anthony Scaramucci — especialista em finanças de Wall Street e importante financiador do Partido Republicano — como diretor de comunicações do governo.

Spicer acumulava as duas funções — de porta-voz e diretor de comunicações de Trump —, ainda que nas últimas semanas não tenha participado do briefing diário com a imprensa, papel que havia sido confiado a sua vice, Sarah Huckabee. 

Scaramucci, por sua vez, já anunciou que Huckabee será a nova porta-voz da Casa Branca. 

Histórico de polêmicas

Durante seu período na Casa Branca, Spicer protagonizou algumas polêmicas, como a vez em que, ao comentar um ataque químico atribuído ao presidente da Síria, Bashar al Assad, disse que nem Adolf Hitler, notório por usar câmaras de gás em campos de concentração, havia utilizado armas tóxicas.

Leia mais:

Aprovação de Trump cai para 36% no pior índice de um presidente em 6 meses

EUA proibirá viagens turísticas a Coreia do Norte