Internacional

25/2/2013 às 19h04

Primeiros registros sobre monstro Morag são achados em universidade escocesa

EFE

Londres, 25 fev (EFE).- Uma equipe de pesquisadores encontrou na Escócia os primeiros documentos históricos em que se menciona a figura de Morag, uma criatura que se assemelha ao famoso monstro do Lago Ness e que, segundo os moradores, vive em outro lago da região, informou nesta segunda-feira a emissora "BBC". Os textos são datados em 1902 e também estão presentes na obra de Alexander Carmichael, um grande pesquisador do folclore popular britânico do século XX que teria viajado à região de Lochaber para recolher os primeiros relatos sobre este monstro. Em seus diários, descobertos agora na biblioteca da Universidade de Edimburgo, Carmichael descreve o possível aspecto de Morag através das histórias populares, nas quais a criatura aparece relacionada pelos aldeães com o monstro Nessie. "Há uma criatura no lago Morag. Ele sempre aparece quando alguém de idade avançada do lugar morre. A última vez que o mesmo foi visto ocorreu em 1898, quando Aeneas Macdonnell morreu", aponta o pesquisador em uma de suas notas, escritas em gaélico. Carmichael apresenta Morag como se fosse uma bela sereia, embora o suposto monstro também seja mencionado pelos moradores locais como uma Parca, espécie de deusa controladora do fio da vida de cada mortal. "Aparece emergindo sobre a água e se movimenta como se fosse uma pequena barca de madeira. É desprezada e mencionada com termos pouco lisonjeiros", acrescenta o pesquisador. As notas escritas por Carmichael permaneceram durante 50 anos na Universidade de Edimburgo junto ao restante de sua produção até o último ano 2011, quando o professor Stewart, que buscava documentos sobre o folclore britânico, encontrou esses inéditos manuscritos. "Acho que os textos são bastante emocionantes. Permitem-nos olhar por uma janela e ver como as pessoas viam este monstro há mais de 100 anos. São as primeiras observações que temos por escrito deste fenômeno", explicou Stewart. Sem provas e registros fotográficos, a existência do suposto monstro Morag é baseada apenas em relatos de testemunhas, o primeiro deles em 1887. Mais de 50 anos depois, em 1948, nove pessoas também alegaram ter visto uma criatura de 6 metros de comprimento no lago Morag. As águas doces deste lago são as mais profundas das Ilhas Britânicas, chegando a alcançar os 310 metros de profundidade. EFE cdb/fk
  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Verde-amarelo contagiante

Bandeiras e camisetas do Brasil se espalham pelo mundo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Fé proibida

Conheça os países com maiores índices de perseguição religiosa

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Imagens do ano

Entre sorrisos e lágrimas: veja as imagens mais emocionantes de 2013

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Perturbador

Crimes brutais chocaram o mundo em 2013. Veja os casos mais macabros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Internacional

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!