Internacional

12/7/2013 às 13h03 (Atualizado em 12/7/2013 às 13h14)

Snowden pede asilo à Rússia até poder viajar para a América Latina

Ex-consultor americano aparece pela primeira vez após denúncias 

, com R7

Snowden participou hoje de um encontro com defensores dos direitos humanos no aeroporto de Moscou TANYA LOKSHINA / HUMAN RIGHTS WATCH / AFP

O ex-consultor de inteligência americano Edward Snowden pediu nesta sexta-feira (12) asilo à Rússia até que possa viajar legalmente para a América Latina, e agradeceu o apoio da Bolívia, Equador e Nicarágua, segundo um comunicado.

"Eu lhes peço ajuda para ir de forma segura para a América Latina e peço asilo político à Rússia, esperando que minha viagem seja realizada na legalidade", acrescentou o comunicado.

Também nesta sexta-feira, Snowden, que está bloqueado há quase três semanas no aeroporto de Moscou, apareceu em público pela primeira vez desde as denúncias de espionagem contra o governo americano.

No encontro com defensores dos direitos humanos, que aconteceu hoje no aeroporto de Moscou, o americano prometeu não mais "prejudicar os Estados Unidos caso obtenha asilo político na Rússia", indicou uma fonte.

Snowden pode ficar na Rússia se interromper as atividades contra os Estados Unidos, afirmou mais cedo o porta-voz do governo russo.

Rússia compra máquinas de escrever para evitar espionagem

Mercosul debate asilo a Snowden

"Snowden poderia teoricamente permanecer na Rússia se, primeiro, renunciar totalmente às atividades contra nossos sócios americanos e, segundo, se ele mesmo desejar", afirmou o porta-voz do presidente Vladimir Putin, Dmitri Peskov, à agência Interfax.

O que acontece no mundo passa por aqui

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!