Internacional

28/12/2012 às 12h05 (Atualizado em 28/12/2012 às 12h19)

Vítima de estupro coletivo na Índia se suicida por não receber ajuda policial

Polícia resolveu apurar o caso só duas semanas após o estupro

EFE

Manifestantes seguem reunidos em Nova Déli para protestar contra o governo RAVEENDRAN/AFP

Uma jovem de 17 anos cometeu suicídio em uma cidade do noroeste da Índia após ter sido vítima de estupro coletivo em meados de novembro e ter seus pedidos de ajuda ignorados pela polícia, informa nesta sexta-feira (28) a imprensa do país.

A morte ocorre em meio a uma onda de protestos na Índia, em especial na capital, Nova Déli, contra o estupro de uma jovem em um ônibus no dia 16 de dezembro. O governo vem prometendo punição severas aos violadores.

A jovem que se suicidou foi estuprada na noite de 13 de novembro — dia da festividade hindu de Diwali — em Badshahpur, no Estado de Punjab, mas somente duas semanas depois a polícia aceitou investigar seu caso.

Jovem vítima de estupro coletivo luta pela vida em Cingapura

Governo vai divulgar foto, nomes e endereços de estupradores

Fontes da polícia local afirmaram à agência indiana PTI que Gurcharan Singh, oficial a cargo da delegacia à qual foi a jovem, não registrou o caso até 27 de novembro e lidou com ele "da maneira menos profissional possível".

"A polícia começou a pressioná-la para chegar a um acordo financeiro com seus agressores ou a casar com um deles", declarou a irmã da vítima à rede de TV local NDTV.

O inspetor geral da polícia regional, Paramjit Singh Gill, confirmou que a menina que sofreu o estupro tentou por todos os meios que seu caso fosse investigado, mas os agentes não abriram nenhuma tramitação formal.

A jovem violada, perante a inoperância da polícia, optou por divulgar um vídeo à imprensa no qual, em um humilde quarto e com o rosto escondido, contava seu caso.

"Dois meninos me estupraram. Gritei muito, mas ninguém me escutou. Havia uma mulher à qual supliquei ajuda, mas em vez de me ajudar, colaborou com eles [os estupradores]. Me disseram que, se contasse algo, me matariam e machucariam minha família", afirmou a vítima.

Na quarta-feira, a jovem faleceu após ingerir veneno e, no dia seguinte, a polícia deteve os estupradores e a mulher que presenciou a terrível cena.

Já o oficial que tentou convencê-la a fazer um acordo com seus agressores foi suspenso.

No dia 7 de dezembro, em um caso similar no mesmo país, uma adolescente de 15 anos se enforcou no Estado de Maharashtra após ser estuprada por um jovem quando ia para o colégio.

O caso da jovem que se suicidou na quarta-feira obteve mais relevância na Índia do que outros parecidos devido à onda de indignação gerada em todo o país depois que uma menina de 23 anos foi violada por seis homens em um ônibus de Nova Déli.

A jovem universitária foi golpeada e depois jogada do veículo em movimento em uma estrada.

Os estupradores foram detidos, e a jovem, que ficou internada até ontem em um hospital da capital indiana, foi transferida a Cingapura, onde foi informado hoje que seu estado de saúde é "extremamente crítico".

O Escritório Nacional de Registro de Crimes revelou em 2011 que a cada 20 minutos uma mulher é estuprada na Índia, mas que em apenas um de cada quatro casos o criminoso é condenado, segundo os analistas, devido à "imensa corrupção" de policiais. 

Quer ficar bem informado? Leia mais

O que acontece no mundo passa por aqui

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Mergulho no lixo

Ativistas do freeganismo se alimentam de comidas jogadas fora

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Fotografia

Ensaio traz à tona "fantasmas" da desindustrialização nos EUA

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Imagens do ano

Entre sorrisos e lágrimas: veja as imagens mais emocionantes de 2013

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Perturbador

Crimes brutais chocaram o mundo em 2013. Veja os casos mais macabros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Internacional

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!