Mural

Publicado em 14/01/13 às 19h29

Alguns carcereiros são favoráveis ao celular na cadeia como forma de monitorar os presos. Na sua opinião, detentos devem ter direito a possuir um aparelho na cela?

    1. 15/01/13 | 15h30 Monica de Oliveira Bruno disse:

      Não deverá ter celular, porém deverá ter a oportunidade de ter contato com a família durante o período de cumprimento de pena. Deverá ter atividades ocupacionais, qualificação para mudar o sistema carcerário, que promova a reabilitação dos detentos para que sejam inseridos na sociedade de forma humana e correta.A privação de comunicação se faz necessária para privá-lo das más companhias. A Justiça tem que acompanhar a construção da sociedade , deviamos estar discutindo novas estratégias e metodologias para melhorar a reabilitação dos detentos e não discutirmos o uso de celular (é insignificante diante da ineficienccia dos sistemas carcerários).
    2. 15/01/13 | 15h30 Monica de Oliveira Bruno disse:

      Não deverá ter celular, porém deverá ter a oportunidade de ter contato com a família durante o período de cumprimento de pena. Deverá ter atividades ocupacionais, qualificação para mudar o sistema carcerário, que promova a reabilitação dos detentos para que sejam inseridos na sociedade de forma humana e correta.A privação de comunicação se faz necessária para privá-lo das más companhias. A Justiça tem que acompanhar a construção da sociedade , deviamos estar discutindo novas estratégias e metodologias para melhorar a reabilitação dos detentos e não discutirmos o uso de celular (é insignificante diante da ineficienccia dos sistemas carcerários.
    3. 15/01/13 | 06h11 GILBERTO COSTA disse:

      Nunca! Sem tal regalia os presos, por não ter o que fazer a não ser aprender ser mais bandido do que ja tem sido (pois o sistema prisional não reeduca, mas proporciona uma especialização em crimes a maioria dos encarcerados) eles já enfernizam a sociedade com telefonemas ameaçadores e toda sorte de tormento. Imaginemos se puderem usar todo o tempo ocioso com um celular nas mãos! O momonitoramento deve ser feito por uma braçadeira ou tornozoleira chipada em cada preso que disto precisar. A outra razão é o fato de que com o fornecimento de marmitex a R$4,00 reais por preso e com o péssimo estado que se encontram todos os presídios os governantes tem a insensatez de gozar a nossa cara dizendo que um preso custa aos cofres públicos a razão de mais de R$10.000,00 mil reais;por mes! Nem se superfaturarem os marmitex ao preço de caviar - usarem limosines para todos os traslados para as audiencias necessárias etc, etc e tal não conseguiriam gastar nem R$2.500,00 por preso. E nós ficamos aí: sem segurança (cada um que se vire e tem a a sua), isto para os que podem - para os que não podem resta-lhes escapar dos criminosos ou ser mais um na estatística alarmante. O Estado tem dado espaço para que isto ocorra. O bandido tem sido muito ajudado! A população está desarmada, o pai de família está a mercê dos criminosos que mesmo sabendo da sua condição (sem arma e sem segurança pública) eles o rouba e o mata e ainda aparecem na TV com total segurança para não serem molestados (isto eu digo de casos - réu confesso - flagrante delito de babarie até). Para isto, ainda contamos com os direitos humanos que tem sido mal aplicado. Não poderia ser usado a mesma receita para todos os "pacientes" . Não se pode usar melhoral para simples dor de cabeça na cura de câncer irremediavelmente instalado, também, não se pode tratar um criminoso contumaz e cruel da mesma forma que se trata alguem que cometeu delito de pouca relevancia. Quanto aos carcereiros favoráveis que os presos tenham direito ao aparelho celular na cela soa estranho tal ideia, pois, primeiro, já se pergunta como celulares tem aparecido nas mãos de alguns presidiários; segundo, caso isto sagrasse êxito, podertia beneficiar aqueles servidores penitenciários que já foram condenados ou poderão ser, por envolvimento ter facilitado a entrada de celulares dentro das celas. Crendo que a lei que dá o direito podera, também, ser válida em beníficios do réu que anteriormente tenha feito "vistas grossas" à entrada de celulares nas celas. Ora, sendo assim, poderemos acelerar e aderir que a os presos (dependentes quimicos) possam ter o direito de usar a maconha ou a droga que os livra dos ataques, pois, mesmo tendo levado eles ao cometimento dos crimes, estão sob a custódia do Estado. Fala sério! Isso é um absurdo! Acorda povo brasileiro!
    4. 14/01/13 | 22h01 Paulo César Lio da Silva disse:

      NÚNCA DÊVERIAM TÊR ACÉSSO !
    5. 14/01/13 | 20h01 Jamal Paraguaçu disse:

      Penso como pensa os outros 70% dos brasileiros (as) que pensam, ou seja: preso condenado não tem direito a nada, absolutamente nada, nem visita ( só pelo vidro e conversar pelo fone). Tem é que trabalhar no pesado e muito. O brasil tem milhares de Kms de estrada eas margens deveriam ser arborizadas e mantidas pelos condenados.