Você está em: Página Inicial / Notícias

Notícias

Fonte: - A + A


Publicado em: 09/04/2013 :: atualizado em: 10/04/2013 às 18:34

Musicóloga dá dicas de como preparar lista de músicas para malhar

Veja como preparar uma trilha sonora para fazer exercícios

A musicóloga Patrícia Posledinik de Oliveira preparou algumas dicas e orientações para escolher bem a trilha sonora na hora de malhar.

Segundo ela, para preparar uma lista de músicas para melhor rendimento das atividades físicas é importante levar em consideração alguns pontos:

1- Identidade Sonora (ISO). Respeitar o próprio gosto musical é essencial para que a atividade física seja um momento de prazer. A música pode retirar o foco do cansaço e da preguiça, melhorar a postura e a respiração durante os exercícios e liberar os hormônios do prazer, fazendo com que a associação atividade física-música torne-se um "vício" do bem.

Escollha faixas postivas, alegres e dentro das suas necessidades físicas e emocionais para que o treino seja proveitoso. A música (ou o silêncio) deve servir como fator motivacional e inspirador para executar atividades físicas e não como um potencializador de desconforto e incômodo.

2- Uma boa lista de músicas como acompanhamento para exercícios físicos deve conter:

- faixas para  "entrar no clima" e visualizar os exercícios (coloque os fones já quando estiver amarrando o tênis);

- faixas para o aquecimento (músicas abaixo de 135 bpm);

- faixas para caminhada leve ou exerícios leves (entre 125 a 145 bpm);

- faixas para trote ou exercícios rápidos (músicas entre 135 e 155 bpm);

- faixas para corrida e corrida forte (entre 155 a 175 bpm);

- faixas para caminhada leve (desacelerando o corpo);

- faixas para alongamento e relaxamento mental (abaixo de 100 bpm).

3- As listas devem ser trocadas sempre que possível, criando um rodízio diário ou semanal, para que a interação música/exercícios cause o efeito desejado. Seja criativo e prepare listas temáticas diferentes como: anos 80, heavy metal, world music, folk, pop, rock, samba. Aquilo que você gosta de ouvir é sempre o melhor estimulador natural para acompanhar as mais diferentes atividades.

4- Esportistas profissionais e de alto rendimento necessitam de um musicoterapeuta para um acompanhamento adequado junto aos treinos técnicos, às atividades motivacionais e de cognição e, em alguns casos, junto aso exercícios fisioterápicos, para uma recuperação mais rápida, eficaz e sem dor.

5- Para aqueles praticam musculação é importante lembrar que a música pode ajudar, indiretamente, na estimulação do tônus muscular, na concentração para o exercício em si em uma considerável melhora na postura. As faixas adequadas devem estar abaixo dos 125 bpm, para que a respiração e o rítmo sejam combinados com o desenvolvimento dos exercícios.

Conheça alguns sites e aplicativos para contar os bpm das músicas

Segundo a musicóloga, o site www.runningmusicmix.com tem um excelente catálogo de músicas para acompanhar exercícios físicos.

Patrícia também listou aplicativos para contar os batimentos por minuto das músicas:

BPM Counter www.abyssmedia.com/bpmcounter

Free BPM Detector www.pistonsoft.com/bpm-detector.html

O site http://walking.about.com/od/music/a/musicmix.html, através de usuários que compartilham suas listas de músicas para caminhada e corrida, organizadas por bpm, oferece excelentes sugestões.


(0)

Comente esta matéria

Digite o texto   
Gerar outra imagem   
captcha