Justiça revoga pedido de prisão domiciliar à mulher do ex-governador do Rio

A Justiça suspendeu a liminar que concedia prisão domiciliar à mulher do ex-governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral. Adriana Ancelmo nem chegou a sair do presídio de Bangu. A defesa de Adriana chegou a entregar um laudo assinado por um engenheiro atestando que o apartamento dela cumpria as exigências do juiz, com a retirada de todos os dispositivos eletrônicos de comunicação externa da casa.

  • Espalhe por aí:

Últimos vídeos

Todos os vídeos
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico

Vídeos

Carregando

Twitter

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!
Access log
Access log