Minas Gerais

Minas Gerais

2/7/2013 às 14h45 (Atualizado em 2/7/2013 às 14h46)

Deputados querem que Governo coloque grades no "viaduto da morte" em BH

Seis pessoas caíram da construção durante os protestos na capital mineira; um jovem morreu

Do R7 MG

Vândalos queimaram caminhões e saquearam lojas em BH Edcley Araújo/Hoje em Dia
Douglas Henrique de Souza, de 21 anos, não resistiu à queda do viaduto Record Minas

Deputados da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais querem que sejam instaladas grades no Viaduto José Alencar,na Pampulha, de onde seis pessoas caíram durante as manifestações ocorridas em Belo Horizonte. O requerimento foi feito nesta terça-feira (2) durante audiência pública e é direcionado à Prefeitura de Belo Horizonte e à Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo. Dentre as vítimas do viaduto, o jovem Douglas Henrique de Souza, de 21 anos, não resistiu à queda e morreu.

A reunião, solicitada pelo deputado Sargento Rodrigues (PDT) teve como objetivo avaliar as cenas de vandalismo ocorridas na capital mineira no dia 26 de junho, durante o jogo entre Brasil e Uruguai pela Copa das Confederações. Foram exibidos vídeos produzidos pela PM e por emissoras de TV. Segundo o superintendente-geral de Investigação da Polícia Civil, Jeferson Botelho Pereira, durante os protestos dos dias 17, 22 e 26 de junho, 141 pessoas foram detidas por envolvimento em atos violentos durante os protestos. Quarenta e cinco foram presas em flagrante e outras 30 estão sendo atualmente investigadas.

Infiltrados

O defensor público dos Direitos Humanos, Lucas de Simões citou a possível participação de um grupo organizado chamado Black Block, criado na Europa e que tem como premissa a desobediência civil. O deputado Rogério Correia (PT) pediu que seja apurada a presença de pessoas contratadas para promover quebradeiras e até mesmo policiais secretos da PM.

Denúncia

Durante a reunião, o deputado Durval Ângelo (PT) denunciou que policiais militares retiraram suas tarjetas de identificação para agredir manifestantes que ocuparam a Câmara Municipal de Belo Horizonte.

Prevenção

Desde o registro dos primeiros acidentes no viaduto José Alencar, representantes da Polícia Militar de Minas Gerais estão sendo questionados sobre uma possível prevenção de quedas da estrutura. No entanto, de acordo com o tenente-coronel Alberto Luiz, chefe da comunicação da Polícia Militar de Minas Gerais, ainda não foram encontrados meios viáveis de evitar os acidentes.

— Várias reuniões foram realizadas em conjunto com o Corpo de Bombeiros na tentativa de evitar as quedas. Durante um desses encontros,  por exemplo, sugerimos fechar os vãos do viaduto com tapumes de madeira. No entanto, fomos lembrados pelos bombeiros que esse material poderia ser usado para agredir manifestantes pacíficos e policiais durante os confrontos, já que poderiam ser facilmente retirados por vândalos. Além disso, a madeira ainda poderia ser transformada em lenha, como ocorreu nessa quarta, quando alguns criminosos tiraram tapumes de concessionárias da avenida Antônio Carlos e usaram a madeira para dar mais força aos incêndios provocados em pelo menos dez estabelecimentos comerciais da mesma avenida.

Ainda segundo o tenente-coronel, durante todos os protestos, manifestantes e torcedores foram orientados a não passar pelo viaduto, mas muitas pessoas preferem arriscar e tentar a sorte.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Sul de Minas

Homem choca família ao matar irmão e confessar que iria arrancar cabeça

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Melhor amigo

Despedida de dono e cão doente em vídeo comove internautas

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Compartilhe
Uberlândia

Mineiro deixa de resgatar prêmio da Mega-Sena e perde R$ 16 milhões

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Emmilayne

Mãe entra na Justiça para dar nome à filha inspirado no filme "Lagoa Azul"

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Desperdício

Com racionamento, cidades mineiras multam quem lava carro ou rega plantas

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Minas Gerais

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!