Minas Gerais

23 de Outubro de 2014

Você está em:

Notícias

Notícias

Acusada de arquitetar a morte do próprio pai, Érika Passarelli vai a júri popular

Defesa entrou com recurso que ainda não foi julgado

Márcia Costanti, do R7 MG | 07/01/2013 às 13h55
Publicidade

Acusada de arquitetar a morte do próprio pai em 2010, Érika Passarelli Teixeira vai a júri popular. A decisão foi pronunciada em dezembro de 2012, pela comarca de Itabirito, região central do Estado, local onde o corpo de Mario José Teixeira Filho, de 50 anos foi encontrado. Érika é suspeita ainda de aplicar golpes em Belo Horizonte.

Segundo informações do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), o advogado dela, Zanone Manuel de Oliveira Júnior recorreu da sentença e entrou com recurso. O caso ainda não foi julgado.

Leia mais notícias no R7 MG

A ex-estudante de direito está presa desde março de 2012, no Complexo Penitenciário Feminino Estevão Pinto, na capital mineira. Ela prestou depoimento em agosto do mesmo ano, no Fórum de Itabirito e se manteve calada na maioria do tempo, respondendo apenas às perguntas feitas pelo seu advogado.

 
Veja Relacionados:  decisão, acusada, pai, érika passarelli, júri popular
decisão  acusada  pai  érika passarelli  júri popular 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS