Minas Gerais

22 de Setembro de 2014

Você está em:

Notícias

Notícias

Defesa Civil aponta erros em construção de marquise que matou mulher em BH

Empresa tem três dias para apresentar laudos de segurança da obra

Do R7 MG, com Record Minas | 14/02/2013 às 14h10
Publicidade

A vistoria da Defesa Civil Municipal apontou irregularidades na construção da marquise que desabou na manhã desta quinta-feira (14) em Belo Horizonte, provocando a morte de uma atendente de telemarketing.

Marta Ribeiro Quadros Pinto, 49 anos, esperava o ônibus debaixo da estrutura recém-construída, na rua Silva Fortes, bairro União, região nordeste, quando a marquise de 30 metros de largura desabou. Maria foi soterrada por cerca de oito toneladas de concreto.

Valdir Figueiredo, da Defesa Civil, explica que a empresa responsável tem três dias para apresentar laudos sobre a obra.

— Verificamos que a estrutura não foi capaz de suportar o peso. Isso nos leva a crer que existem irregularidades. Recomendamos o isolamento de área que possam ser atingidas e que o responsável técnico pela obra apresente à Defesa Civil em três dias o laudo técnico que garanta a estabilidade e segurança da edificação e o cumprimento das normas técnicas de engenharia.

Leia mais notícias no R7 MG

O diretor Técnico de Fiscalização do CREA (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura), Carlos Rossi, afirma que havia um engenheiro responsável pelo empreendimento.

— Havia um engenheiro responsável habilitado. Temos todas as anotações sobre o projeto arquitetônico e o projeto estrutural. Depois de feito o laudo pericial para apontar problemas, vamos levantar documentação e ouvir envolvidos para definir o que aconteceu.

Por meio de nota, a construtora Marca Brasil lamentou o acidente e afirmou que vai prestar assistência à família da vítima.

 
Veja Relacionados:  marquise, união, morre, soterrada
marquise  união  morre  soterrada 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS