Minas Gerais

2 de Outubro de 2014

Você está em:

Notícias

Notícias

Médico condenado por morte de cinco pessoas durante racha é preso

Homem de 65 anos foi detido em Mar de Espanha, na Zona da Mata mineira

Ramon Guerra, do R7 MG | 21/11/2012 às 19h02
Publicidade

Dezesseis anos após matar cinco pessoas durante a disputa de um racha na MG-126, na Zona da Mata mineira, o médico Ademar Pessoa Cardoso foi preso. Segundo a Polícia Civil (PC), ele se apresentou na delegacia da cidade de Mar de Espanha, na mesma região do Estado, nesta quarta-feira (21).

Segundo a PC, o médico, condenado a 12 anos e nove meses de prisão pelas mortes, estava sendo procurado desde a segunda-feira (20), após a corporação receber um mandado de prisão encaminhado pela Justiça.

Ainda de acordo com o órgão, a delegada responsável pelo caso, Patrícia da Silva Santiago, já informou a prisão à Justiça de Bicas, também na Zona da Mata, e aguarda posicionamento sobre o destino do condenado. Enquanto isso, Cardoso começa a cumprir a pena na cadeia pública de Mar de Espanha.

Leia mais notícias no R7 MG

Acidente

O acidente que ocasionou a morte de cinco pessoas da mesma família, dentre elas duas crianças, ocorreu em 5 de abril de 1996 no distrito de Santa Helena, pertencente ao município de Bicas. Na época, o médico foi indiciado pelo delegado Carlos Roberto da Costa Siqueira por homicídio doloso [quando o agente quis o resultado ou assumiu o risco em produzi-lo].

Tudo que você precisa saber a um clique de distância: nova home do portal R7


 
Veja Relacionados:  mar de espanha, zona da mata, médico, condenado, racha, polícia civil,
mar de espanha  zona da mata  médico  condenado  racha  polícia civil 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS