Minas Gerais

24 de Outubro de 2014

Você está em:

Notícias

Notícias

Menina de 10 anos é estuprada e agredida com pauladas, facadas e pedradas em Pitangui

Vítima foi internada com lesão cerebral, cortes na região genital e mandíbula quebrada

Do R7 MG, com Record Minas | 09/10/2012 às 08h29
Publicidade

Uma menina de dez anos foi cruelmente violentada em Pitangui, na região centro-oeste de Minas. Ela foi ao supermercado comprar batatas para a mãe. Na volta para a casa, foi atacada por um homem, estuprada e agredida com pauladas e pedradas na cabeça. A vítima está internada com traumatismo craniano no Hospital João 23, em Belo Horizonte. Um suspeito foi detido durante a madrugada. O caso foi registrado na noite de segunda-feira (8). O nome dele ainda não foi revelado, mas, segundo as informações da Polícia Civil, seria um homem que estava há 15 dias na cidade, trabalhando em um parque instalado na cidade. Ele tem um olho de vidro e seria usuário de drogas. Outro homem, que também trabalha no parque, estaria envolvido. O caso está sendo cuidado pela polícia de Pará de Minas.

O bandido rendeu a garota e a levou para um lote vago. Ele a ameaçou com um revólver para estuprá-la e a agrediu com pauladas e pedradas na cabeça. Segundo os médicos, o agressor ainda desferiu golpes de faca na região genital da criança.

Após o estupro, ela voltou para casa e foi encontrada pela mãe praticamente inconsciente.
De acordo com os médicos do pronto-socorro, ela sofreu lesão cerebral, foi enforcada e teve a mandíbula quebrada. A assessoria da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais informou que a criança está internada em estado grave, na UTI e respira com a ajuda de aparelhos.

Veja Relacionados:  pitangui, agressão, menina, 10 anos, lote vago
pitangui  agressão  menina  10 anos  lote vago 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS