Minas Gerais

16 de Setembro de 2014

Você está em:

Notícias

Notícias

Mineiros são vítimas de golpe de aluguel de casa de praia em Guarapari

Suspeita teria dado prejuízo de R$ 30 mil a oito vítimas, sendo sete de MG

Ramon Guerra, do R7 MG | 22/02/2013 às 16h00

Publicidade

Uma mulher de 53 anos confessou, nesta segunda-feira (19), que é a responsável por aplicar golpes em mineiros que tentavam alugar casas de veraneio em Guarapari, no Espírito Santo. Conforme o delegado Luiz Carlos Pascoal, que investiga o caso, a suspeita teria cometido pelo menos oito crimes desde abril de 2011, sendo sete deles envolvendo pessoas que saíram de Minas Gerais. Ao todo, o prejuízo das vítimas chega a R$ 30 mil.

A mulher, identificada como Célia Ribeiro, era arrendatária de uma pousada na cidade e teria começado os golpes após o fim do contrato com o estabelecimento. O perfil das vítimas, de acordo com a polícia, é de pessoas que já a conheciam de hospedagens anteriores e ligavam, sendo alvo da má-fé da empresária. A mulher estava sendo investigada há sete meses, mas, segundo o delegado, só foi chamada a depor nesta segunda-feira (19) devido à característica dos crimes: ela usava contas bancárias de outras pessoas para movimentar o dinheiro e, assim, não deixar rastros.

Os donos também estariam sendo enganados por "histórias" contadas pela mulher, que dizia, por exemplo, que não poderia depositar o dinheiro na própria conta por estar com problemas com o marido. A localização de Célia só foi possível após a polícia conseguir a quebra do sigilo telefônico da suspeita, em que as ligações comprovaram o envolvimento dela com as vítimas.

— Ela esteve aqui na delegacia e confirmou que, depois de deixar a pousada, estava vivendo apenas do dinheiro que conseguia com os golpes.

Mineiros

A vítima que teve mais prejuízo com a ação da mulher foi Maria Estela de Carvalho, de 61 anos, moradora de Passos, no sul de Minas. Conforme a dona de casa, a estelionatária teria dado um prejuízo de R$ 10.300 a ela e a amigos. Do dinheiro, R$ 9.000 seriam do aluguel de duas casas e R$ 1.300 que seriam utilizados para a compra de carne que seria consumida pelos viajantes na estadia na praia.

Leia mais notícias no R7 MG

Estelionatária engana moradoras de república e dá golpe de R$ 12 mil

Estudante de direito é preso por estelionato após tentar aplicar golpe em BH

Maria Estela conta que achou a empresária pela internet, procurando casas para passar a virada de ano com a família e amigos em 2011. Como a viagem não funcionou, a mulher conta que Célia ligou novamente para ela em 2012, perguntando se não iria alugar a casa na cidade. O negócio foi fechado e a dona de casa conta que, todo mês, depositava uma quantia fixa em dinheiro na conta indicada pela suspeita.

Sem saber ser vítima de um golpe, a dona de casa mobilizou cerca de cem pessoas para viajar para a praia, uma tradição que se repete todos os anos, sempre para um destino diferente. Entretanto, faltando pouco mais de 15 horas para os ônibus partirem de Passos, a empresária ligou falando que "tinha perdido as casas".

— Aí eu fiquei louca. Já estava tudo pronto para viajar. Eram 21h e íamos sair daqui às 13h do dia seguinte

Para não ficar sem a viagem, que havia sido paga por todos, a dona de casa afirma que teve que alugar duas outras casas em Guarapari. A suspeita, nunca mais atendeu ao telefone.

— Minha nora mandou uma mensagem no celular dela, falando que iríamos encontrá-la até mesmo no inferno.

Mesmo com a confissão, Pascoal afirma que a mulher não foi presa pois falta um mandado de prisão, já que a suspeita não foi presa em flagrante. Segundo o delegado, a medida judicial contra a suspeita já foi pedida três vezes — a última nesta segunda-feira (19) — e duas foram negadas. O Tribunal de Justiça do Espírito Santo afirmou que o juiz José Henrique Higel, da 2ª Vara Criminal de Guarapari aguarda a manifestação do Ministério Público para decidir sobre a expedição ou não do mandado de prisão.

 
Veja Relacionados:  estelionatária, suspeita, confissão, mineiros, casas, espírito santo, guarapari, vítimas, aluguel, veraneio, praia
estelionatária  suspeita  confissão  mineiros  casas  espírito santo  guarapari  vítimas  aluguel  veraneio  praia 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS