Minas Gerais

28 de Agosto de 2014

Você está em:

Notícias

Notícias

Mortes nas rodovias mineiras crescem 30% no Carnaval

Foram 60 mortes, sendo 31 nas rodovias estaduais e 29 nas federais

Enzo Menezes, do R7 MG | 14/02/2013 às 16h33
Publicidade

O feriado de Carnaval terminou com o triste saldo de 60 pessoas mortas em acidentes registrados em rodovias federais e estaduais que cortam Minas. O balanço, divulgado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) e pela (PMRv) Polícia Militar Rodoviária na tarde desta quinta-feira (14), aponta um crescimento de 30% nos óbitos em comparação com o Carnaval 2012.

As estradas mineiras seguem na contramão do país. Segundo a PRF, foram 157 mortos em todo o Brasil, o menor número de vítimas nos últimos 10 anos.

Somente nas rodovias estaduais, 31 pessoas perderam a vida. No mesmo período de 2012, haviam sido 18 mortos. Nas estradas federais, foram registradas 29 vítimas, contra 24 no ano passado.

Cinco vítimas de grave acidente na BR-040 são enterradas nesta quinta

Acidentes em rodovias federais já mataram pelo menos 23 pessoas em MG

O número de feridos chegou a 729 - em 2012, foram 710 atendimentos.  

As mortes ocorreram principalmente em colisões frontais (41,4%), provocadas em pistas sem trecho duplicado, segundo a PRF. Colisões transversais foram responsáveis por 20,7% das mortes, enquanto capotamentos representaram 13% das ocorrências.

Bebida e direção

O cerco a motoristas que dirigem embriagados se fechou com a aplicação da nova Lei Seca. Em todo o Estado, 74 pessoas foram presas por dirigir sob efeito de bebida alcoólica. O teste de etilômetro foi realizado por 14.073 motoristas – 269 destes foram multados.

Entre sexta (8) e quarta (13), 7.346 foram multados, sendo 1.486 flagrados por excesso de velocidade.

 
Veja Relacionados:  acidentes, estradas
acidentes  estradas 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS