Minas Gerais

25 de Outubro de 2014

Você está em:

Notícias

Notícias

Polícia prende suspeito de mandar matar irmãos em hospital em Itaúna

Os cinco homens que invadiram a unidade de saúde foram identificados

Juliana Ferreira, do R7 MG | 14/02/2013 às 11h35
Publicidade

O suspeito de ser o mandante do assassinato de dois irmãos em um hospital de Itaúna, no centro-oeste de Minas Gerais, foi preso em Nova Serrana, no centro do Estado. O homem, identificado apenas como Rogério, está detido em Bom Despacho, na mesma região.

Leia mais notícias no R7 MG

Segundo o delegado que comanda as investigações, Dirceu Ribeiro da Costa, ele é um dos chefes da gangue que invadiu o hospital e comanda o tráfico do bairro Alto do Rosário. Evidências apontam que Rogério  deu as ordens para o grupo depois que uma das vítimas assassinou um integrante de sua quadrilha, Alex Nunes Pereira Júnior, o Juninho.

A polícia também já identificou os cinco homens que cometeram o crime. Eles estão foragidos, mas com prisão temporária decretada. Mandados de busca e apreensão foram cumpridos na casa de todos. Em um dos imóveis, uma arma e roupas usadas no crime foram encontradas.

A principal busca, segundo o delegado, é pela dupla que "puxou o gatilho". Os outros três ficaram no carro esperando para dar fuga aos criminosos.

O crime

Os dois irmãos foram mortos a tiros dentro do hospital no último sábado (9). O grupo chegou com os rostos cobertos por toucas ninjas e perguntou onde estava internado um paciente. Uma funcionária da unidade de saúde foi feita refém e obrigada e levar dois dos bandidos ao quarto.

Anderson Nunes de Oliviera, de 21 anos, foi baleado várias vezes. O irmão dele, de 18, que fazia uma visita, tentou fugir, mas também foi atingido por tiros. Os dois morreram na hora.

O alvo dos suspeitos era Anderson, que havia sofrido uma tentativa de homicídio no dia anterior. Ele foi encontrado no bairro Chacramento Vale Verde, caído no chão com os braços e pés amarrados com fita adesiva. O rapaz estava amordaçado e tinha marcas de tiros na perna, peito e cabeça. Além disso, tinha queimaduras de segundo graus nas mãos e ferimentos no rosto. Apesar disso, ele não corria risco de morte.

Ao descobrir que o rapaz sobreviveu ao atentado, a gangue resolveu terminar o homicídio dentro do hospital.


 
Veja Relacionados:  polícia, prende, suspeito, mandante, assassinato, irmãos, hospital, itaúna
polícia  prende  suspeito  mandante  assassinato  irmãos  hospital  itaúna 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS