Minas Gerais

24 de Outubro de 2014

Você está em:

Notícias

Notícias

Polícia trabalha com hipótese de explosão acidental de artefato que matou duas pessoas

Sobrevivente relatou que uma mulher entregou pacote a morador de rua

Do R7 MG | 26/12/2012 às 16h48
Publicidade

A Polícia Civil acredita que a explosão que matou dois moradores de rua na tarde de terça-feira (25) no bairro Floresta, região leste de BH, tenha sido acidental. A linha de investigação, por enquanto, é a mais cotada pelo delegado Abel Pertence, da 1ª Delegacia Centro.

Entretanto, uma das sobreviventes, Márcia Helena Diniz, afirmou a policiais militares que uma mulher entregou o pacote para seu companheiro, Adilson Pinheiro dos Santos, de 43 anos, pouco antes do acidente. Ela foi identificada como Lilian, mas as investigações não apontam quem seria esta pessoa nem o que a levaria a querer ferir o grupo.

Adilson teria acendido o explosivo nas pernas e morreu na hora. Outro morador de rua, identificado como Carlos Eduardo Gonçalves, chegou a ser socorrido, mas morreu no Hospital de Pronto Socorro João 23.

Um grupo de moradores de rua que estava na rua Geraldo Teixeira da Costa não se feriu com a explosão. Peritos encontraram um isqueiro perto do corpo, que pode ter sido usado para acender o pavio.

 
Veja Relacionados:  explosão, floresta,
explosão  floresta 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS