Minas Gerais

25 de Outubro de 2014

Você está em:

Notícias

Notícias

Primeiro presídio privado do País recebe 75 detentos em MG

Detentos foram trazidos de unidades de São Joaquim de Bicas e Ribeirão das Neves

Do R7 MG | 18/01/2013 às 19h20

Publicidade

O primeiro complexo penitenciário construído e administrado por uma Parceria Público-Privada no Brasil recebeu, nesta sexta-feira  (18), os primeiros 75 detentos que vão cumprir pena no local. Conforme a Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi), eles foram transferidos dos presídios Antônio Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves, e São Joaquim de Bicas I, da cidade de São Joaquim de Bicas, ambos localizados na região metropolitana da capital mineira.

Os primeiros presos foram instalados na unidade I do presídio, em Ribeirão das Neves, onde estão disponíveis 608 vagas. Os detentos começaram a ser transferidos por volta de meio-dia, com a utilização de ônibus celas e viaturas do Comando de Operações Especiais (Cope) do sistema prisional de Minas, e começaram a chegar à nova unidade por volta das 15h30.

De acordo com a Suapi, todos os presos passaram pelo processo conhecido como "admissão", no qual todos passam por um registro de dados cadastrais, reconhecimento no sistema de presos da PPP e entrevista para informações adicionais. A segunda etapa foi a reunião dos presos para a "acolhida", quando representantes do órgão explicam as regras de segurança do complexo.

Leia mais notícias no R7 MG

Marcos Valério poderá cumprir pena em novo presídio privado da Grande BH

Primeiro presídio privado do País tem maior número de câmeras do mundo

Presídios da Grande BH registram média de uma fuga por mês

A previsão da Suapi é de que metade da capacidade da unidade esteja ocupada em, no máximo, três semanas. Entretanto, o órgão informou que não irá divulgar de quais presídios os detentos serão transferidos por questões de segurança.

Todos os presos levados para a nova unidade deverão dividir seu dia entre estudo e trabalho. Quatro empresas já assinaram contratos e serão responsáveis pelas atividades dos galpões de trabalho.

PPP

No total, o complexo oferece 3.040 vagas, divididas em cinco unidades. O consórcio Gestores Prisionais Associados será o responsável por gerir o local, em um contrato com duração de 27 anos. Foram investidos R$ 280 milhões na nova penitenciária.

Os critérios adotados para a seleção dos detentos são: todos do sexo masculino, não sejam chefes de quadrilha e cumpram pena em regime fechado ou semiaberto por crimes que não sejam considerados violentos. Não foram revelados outros detalhes sobre o perfil estabelecido. Cada cela poderá abrigar quatro pessoas do regime fechado ou seis no semiaberto.

 
Veja Relacionados:  presídio, privado, país, brasil, parceria público-privada, detentos, são joaquim de bicas, ribeirão das neves
presídio  privado  país  brasil  parceria público-privada  detentos  são joaquim de bicas  ribeirão das neves 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS