Policiais civis em greve fazem manifestação e fecham a praça Sete

Categoria trabalha com 30% do expediente desde o dia 10 de junho

Manifestantes atearam fogo em caixões
Manifestantes atearam fogo em caixões BHNasRuas/Divulgação
Praça Sete foi fechada por policiais civis
Praça Sete foi fechada por policiais civis BHTrans/Reprodução

Em greve desde o dia 10 de junho, policiais civis fazem um protesto na tarde desta quarta-feira (14) no centro de Belo Horizonte. Cerca de 300 manifestantes fecharam a praça Sete, o principal cruzamento da cidade.

Segundo o Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Estado (Sindpol/MG), a categoria fez uma reunião extraordinária no início da tarde no pátio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, no bairro Santo Agostinho, região centro-sul, onde decidiram manter a paralisação.

Policiais civis fazem manifestação em frente à Cidade Administrativa

Policiais civis acampam em frente à Assembleia e pedem aprovação da Lei Orgânica

De lá, o grupo saiu em passeata até o centro da capital. De acordo com a BHTrans, o trânsito é complicado nas avenidas Amazonas e Afonso Pena.

Reivindicações

Segundo Adilson Bispo, um dos diretores do Sindpol, o objetivo da manifestação é chamar a atenção do Governo.

— Eles estão dizendo que nós não estamos de greve, mas nós estamos sim, só que atendendo à lei, que exige que continuemos com 30% das atividades.

Os policiais civis estão em greve pela valorização da categoria e por melhores condições de trabalho. Uma das reclamações da categoria é a respeito da Lei Orgânica proposta pelo Governo. De acordo com o sindicato, a lei é alheia ao trabalho cotidiano dos policiais e tira direito dos profissionais. Eles exigem que o projeto seja substituído pelo projeto apresentado pelas entidades de classe em 2011, já protocolado na ALMG (Assembleia Legislativa de Minas Gerais).

Os policiais também lutam contra o sucateamento e pedem a equiparação do salário da base a um terço do salário de delegado geral grau B, a reestruturação das carreiras administrativas, concurso público para nomeação de mais investigadores e melhores condições de trabalho.