R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha
Você está aqui: Página Inicial/Notícias/PR Newswire/Saúde

Icone de PR Newswire - Saúde PR Newswire - Saúde

25 de Abril de 2014

publicado em 28/10/2013 às 13h00:

Kyolab: Cientistas brasileiros avançam nas pesquisas do combate ao vírus HIV

PR Newswire

Publicidade

CAMPINAS, Brasil, 28 de outubro de 2013 /PRNewswire/ -- Uma boa notícia pode renovar as esperanças dos portadores do vírus HIV: as pesquisas brasileiras que visam a cura da doença através do uso de fitomedicamentos capazes de tirar o vírus da latência avançaram mais um passo. Foram finalizados com sucesso os testes pré-clínicos em macacos Rhesos, para verificar a eficácia e possíveis contraindicações.

Liderada pelo farmacêutico Luiz Francisco Pianowski, a equipe que estuda a cura do HIV, detectou que a substância extraída da planta Aveloz (Euphorbia tirucalli), desloca o vírus da célula infectada, levando-a à morte (apoptose), fazendo com que o vírus seja exposto aos antirretrovirais existentes. De acordo com Pianowski, "essa descoberta abre novos horizontes na busca pela cura do HIV, pois os atuais tratamentos só agem matando o vírus quando ele se multiplica e sai da célula invadida para entrar em outras".

Com a comprovação da baixa toxicidade no organismo dos animais testados, a pesquisa avança para o início dos testes em humanos.

Sobre as pesquisas e testes

Os testes em macacos foram realizados no renomado centro de pesquisas americano do hospital John Hopkins Hospital para esclarecer o mecanismo de ação das moléculas. O projeto é liderado pelo Dr. Lucio Gama, com participação da Dra. Celina Monteiro, pós doc da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Paralelamente, estudos referentes à farmacocinética e toxicologia estão sendo realizados no instituto Aurigon, Alemanha.

No Brasil, Luiz Pianowski, do laboratório Kyolab, e Amílcar Tanuri, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, coordenam as atividades.

A proposta, segundo Pianowski, é ativar o vírus latente apenas o suficiente para que seja possível destruí-lo (shock and kill). Nas duas primeiras fases da pesquisa, a equipe obteve sucesso em reativar os vírus latentes de HIV-1 em diferentes concentrações, sem apresentar fatores de citotoxicidade.

"Objetivamos chegar a uma molécula que ative os reservatórios latentes do HIV que, em conjunto com a terapia antiviral, possa levar à extinção de todo reservatório capaz de replicar e re-infectar o indivíduo. Isso pode levar o paciente HIV positivo a parar a medicação e ficar com sistema imune em boas condições ou, no melhor dos cenários, não necessitar mais de terapia antiviral", complementa Pianowski.

A expectativa dos pesquisadores é que os trâmites para liberação dos testes em humanos sejam encerrados até o início do próximo ano, permitindo o início da próxima fase.

Informações para a imprensa: Fonte Comunicação (19) 3794-8902Emília Zampieri - emilia@fontecomunicacao.com.br - (19) 99690-2823Luciana Ramos – luciana@fontecomunicacao.com.br - (19) 98180-8430

FONTE Kyolab

 
Veja Relacionados:  PR Newswire
PR Newswire 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping
Blu-Ray Player Blu-Ray Pl Saraiva R$ 299,00
Fogão Fogão Mania Vi R$ 580,41
Monitor Monitor Wal-Mart R$ 348,00
Blu-Ray Player Blu-Ray Pl Saraiva R$ 449,00