Em gravação, dono da JBS acusa Aécio de receber R$ 2 milhões e cita Guido Mantega

Além de Michel Temer, a delação dos irmãos Joesley e Wesley, donos da JBS, divulgada nesta quarta (17), cita também o presidente do PSDB, Aécio Neves. Ele teria sido gravado pedindo R$ 2 milhões a Joesley. O ex-ministro de Dilma, Guido Mantega, também aparece nas gravações. Ele era o contato da empresa com o PT e também operava os interesses da JBS no BNES.

  • Espalhe por aí:

Últimos vídeos

Todos os vídeos
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico

Twitter

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!
Access log
Access log