Publicidade
Encontre uma Edição
DOM SEG TER QUA QUI SEX SAB
26 27 28 29 30 31 01

Edições Notícias

Publicado em 27/06/2012, às 17:57

No programa desta semana, Marcelo Rezende investiga as mulheres do tráfico

admin

Getty Images

Getty Images

Elas entram de mansinho. Muitas vezes como usuárias. Depois, como namoradas. E na sequência, como chefes das "bocas". No Repórter Record desta semana, Marcelo Rezende investiga as mulheres do tráfico. Jovens que são iludidas pelo dinheiro rápido e pela sensação de poder que chega junto com a venda de drogas.

Quem são essas mulheres que ganham espaço na criminalidade e também nas penitenciárias de todo o Brasil? E os números mostram bem o que acontece nas ruas: em dez anos, o número de mulheres presas triplicou. Hoje são mais de 34 mil em todo o país, metade por envolvimento com o narcotráfico. E a maioria com idades entre 18 e 24 anos.

Você vai acompanhar de perto, o passo-a-passo de uma das maiores operações anti-drogas do Brasil, que empregou até helicóptero nas perseguições. E o alvo principal da polícia eram as mulheres dos traficantes.

Você vai ver como elas se transformaram nas chefes dos pontos de venda de cocaína, crack, maconha e até ecstasy. Segundo a própria polícia, verdadeiras empresas que se especializaram em oferecer aos clientes os "produtos" mais desejados.

Você também vai conhecer a triste história da mãe que abandonou três filhos para fazer uma única coisa na vida: fumar crack. Ela fica o dia inteiro ao lado do traficante, apontando novos clientes, na esperança de ganhar mais pedras para fumar. Quando presa, ela confessa ao policial: "faço tudo pra fumar uma pedra, senhor".

Não bastassem os filhos abandonados, ela ainda está grávida de sete meses. O caso dessa moça comoveu o responsável por uma clínica de tratamento para viciados em drogas. Você vai acompanhar todos os momentos desse drama, da prisão da dependente, ao tratamento na clínica e o reencontro com os filhos. Um drama humano e um alerta para a sociedade.

Essas histórias e muitas outras do crescente envolvimento de mulheres com o tráfico de drogas, você vai ver com Marcelo Rezende neste domingo, no Repórter Record, logo depois do Domingo Espetacular.

Comente

    1. cicera disse: 02/07/12 ás 00:22

      Seu programa e muito bom mas deixa a desejar num quesito, essa tarja cobrinbo a cara de bandido,como a poulaçao vai ajudar a policia se os que deven a lei sao incobertos pela midia a qualquer custo,assim a populaçao fica indefesa sem saida,bandido ruim tem q aparecer na televisao de cara limpa,para q pessoas q foram vitimas ou viram algum algo ilicito dessas pessoas,possam ajudar de maneira mai facil e objetiva, do jeito q vai as coisas so tenden a piorar mais e mais.
    2. EU disse: 02/07/12 ás 00:39

      Boa noite, é infelizmente a droga e a bebida alcolica é muito dificil conviver com um usuario e dependente ,agente se torna prisioneira eles só enchergam a si mesmo ou melhor somente o vício. Perdi 24 anos ao lado de uma pessoa ,alimentando meus sonhos o que ganhei foi uma surra muito grande e posta pra fora de casa. Hoje ja faz quase 5 meses to conseguindo superar. Estou voltando pra VIDA...NUNCA desista.....
    3. noely disse: 18/07/12 ás 20:23

      Comparo nossas leis como a coleta de lixo passam aqui na minha rua 3vezes por semana custa passar 2 para lixo lixo, e deixar um para colocar-mos na rua toda a reciclagem..mesma coisa nossas leis não concordo nem com pena de morte...muito menos com prisão perpétua, so bastava vergonha na cara das arregalias preso tem direito a sexo, a salário, a comida boa, Marcelo com todo o respeito cadeia e hotel onde os donos são os bandidos, bastava fazer o ser humano a não gostarde estar lá, dó de ver eles pindurados apertados com direitos humanos, eu trabalho a 33anos comprovados de inss pago aos 48anos e não consegui comprar uma casa, isto não me revolta o que me revolta é o sono que não durmo tendo uma filha assaltada, que dirá outras pessoas que sofreram pior, marcelo com grande respeito não fantasia se a luta conseguisse tirar algumas regalias eu já me sentiria um ser melhor.... ninguém neste país vive mais esta é a realidade.....
    4. PAULO disse: 13/08/12 ás 17:37

      Reduçao penal. Para 12 anos, pois estes ja trabalham para o crime.
    5. patricia aparecida disse: 14/08/12 ás 16:09

      uma criança de 7 foi violentada por menores também preciso de uma ajuda pois ate agora não obtive resposta da policia nem de conselho tutelar e como se fosse comum me de uma orientaçao pois ja fiz boletim de ocorrencia e como nao fosse nada tenho que conviver olhando para eles todos os dias pois moram na minha rua tel para contato e 56668477 5421 9508 obrigada
    6. lenilda disse: 15/08/12 ás 17:38

      Adoro o programa cidade alerta com o Marcelo Rezende, assisto todos os dias. As reportagens são ótimas.
    7. lauro schuster disse: 06/09/12 ás 09:21

      presiço do teu imail
    8. margo seratti disse: 02/10/12 ás 22:19

      Marcelo,assisto sempre o seu programa, minha opinião é que deveria proibir a vinda de pessoas de outro estado para são paulo, aqui esta entupido não da mais. As cadeias estão lotadas. Quando sair o julgamento cada um deveria cumprir seu tempo de prisão em sua cidade, só assim as cadeias de são paulo estaria com mais vagas, não aguento mais. As favelas que pegar fogo, fazer levantamento como estão essas pessoas se não tem onde ficar e não estão empregadas devolver para suas cidades. Quando isso vai acontecer.
    9. darcy carvalho disse: 27/10/12 ás 14:37

      Adorava o seu programa, mas ontem tive uma grande decepção. Vc. pedir policia federal para S.Paulo, que é estado que tem a melhor policia especializada do Brasil. Vergonhosa as críticas feitas ao nosso governador, Geraldo Alkimim.Fique protegendo os mensaleiros para ver como S.Paulo vai ficar."Chega de ouvir o seu programa."
    10. DEVAIR QUESADA disse: 16/12/12 ás 19:38

      ola pessoal,eu falei com Marcelo Resende em março de 2012 em no Roll da Assembléia legislative sobre denuncias de Corrupção na Unesp de Varias Cidades e de que dispunha de muitos Audios e filmagens de funcionários que recebem mas não trabalham,e até hoje não ouve contato...admiro a equipe dele!!!!!!obrigado.diga que recebemos o premio da JORNALISTA ADELA VILLAS BOAS juntos e que sou Detetive aqui em Araçatuba.sp...abraços.
    11. DEVAIR QUESADA disse: 25/01/13 ás 13:11

      Minha denuncia deve estar ai jogada aos milhares de arquivos de corrupção de nosso tão maravilhoso Pais !! fazer o que.