Alerj aprova projeto que proíbe novos radares de velocidade em áreas de risco

Governador Luiz Fernando Pezão deverá sancionar ou vetar a medida em até 15 dias úteis

Agência Brasil

Devido ao clima de insegurança e ao aumento da violência na capital fluminense, a Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) aprovou nesta quarta-feira (19), em segunda discussão, projeto de lei do deputado Dionísio Lins (PP) que proíbe a instalação de novos radares de velocidade próximo a áreas consideradas de risco. A proposta seguirá para o governador Luiz Fernando Pezão, que deverá sancionar ou vetar a medida em até 15 dias úteis.

O texto considera áreas de risco “aquelas cujas comunidades são mapeadas e conhecidas por serem de alto índice de violência e confronto armado em vias urbanas”. O projeto também estabelece que o Executivo, em conjunto com os municípios, realize um estudo para retirar, de forma gradual, os radares já instalados nessas áreas, sem que a ação gere prejuízo a possíveis contratos com empresas que administrem os dispositivos.

De acordo com Dionísio Lins, “em algumas regiões do estado, a população fica sem saída: se para, corre o risco de ser assaltado, e se avança, pode ser multado. Então é importante garantir ao cidadão que ele não seja multado e perca pontos na carteira ao exercer seu direito de ir e vir nessas áreas”, avaliou o parlamentar.

  • Espalhe por aí:

Vídeos

Carregando

Twitter

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!