Homens suspeitos de matar policial em Coelho Neto são encontrados baleados dentro de um carro

Um bilhete encontrado no veículo dizia que rapazes teriam participado de morte de PM

Homens mortos estariam envolvidos no assassinato de cabo da PM
Homens mortos estariam envolvidos no assassinato de cabo da PM Reprodução / Facebook

Um carro foi encontrado na entrada da comunidade Proença, em Honório Gurgel, zona norte do Rio, com quatro homens baleados nesta manhã de sábado (12). Um bilhete também foi deixado no veículo, no papel estava escrito que eles eram os responsáveis pela morte da cabo Elisangela, assassinada em Coelho Neto durante uma tentativa de assalto. Um dos rapazes foi encontrado morto e os outros três foram encaminhados para o Hospital Estadual Getúlio Vargas.

Dois menores baleados na perna também foram encontrados no local e eles confessado que estavam no momento em que a policial foi assassinada. Um dos jovens, Marcelo Augusto, teria dito ainda que o autor do crime estaria morto no interior do automóvel encontrado em Honório Gurgel e que um outro suspeito teria conseguido fugir. Os adolecentes teriam dito ainda que o grupo de baleados foi ferido na Pedreira por traficantes.

A policial Elisangela Bessa morreu após ter recusado a entregar a sua aliança de ouro para assaltantes, segundo a Polícia Militar. Os criminosos teriam atirado contra a sua nuca após a reação da PM à ação criminosa. Já a família da agente acredita que ela possa ter sido identificada. Elisangela foi a 96ª PM morta no estado somente neste ano.