R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

27 de Maio de 2016

Notícias

Bombeiros aguardam posição do
governo para decidir se continuam greve

Cerca de 2.000 manifestantes ocupam escadaria da Alerj nesta segunda

Felipe de Oliveira, do R7 | 16/05/2011 às 17h04

Publicidade

Bombeiros de várias regiões do Rio de Janeiro, acampados em frente a Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) desde a semana passada, aguardam na tarde desta segunda-feira (16) uma resposta das reivindicações enviadas pelos deputados para a Secretaria de Saúde do Estado em reunião na manhã desta segunda. Membros do Corpo de Bombeiros protestam por aumento e melhores condições de trabalho desde o dia 17 de abril.

Veja galeria de imagens do protesto

Para o bombeiro Celso Serrano, do Batalhão de Grupamento Marítimo (2ºGMar), a corporação está sofrendo por falta de apoio. Ele diz que espera que a situação se resolva da melhor forma possível, mas pede que os bombeiros sejam lembrados como eles são de verdade.

- Estamos como heróis esquecidos. Lutamos, dedicamos toda a nossa vida e saúde para ajudar servindo a população. Mas agora estamos precisando de ajuda, queremos um salário para sustentar uma família com dignidade.

Ele ainda ressalta que só no último feriado prolongado ocorreram mais de 900 salvamentos na costa do Rio de Janeiro, em dois dias. Segundo ele, colocar profissionais com pouco treinamento pode ser um grande risco para a população. O bombeiro revela que outros quartéis também podem parar se não houver um acordo.

- Estamos aguardando o resultado da reunião para decidirmos o que iremos fazer. O quartel de Angra dos Reis, que cuida da região da usina nuclear entrou em greve, só a emergência irá funcionar. E não adianta também o governo dizer que vai colocar substitutos nas praias com seis horas de treinamento, nós treinamos mais de seis meses para poder ajudar a população. Somos treinados e especializados no que fazemos, e queremos continuar a fazer, servindo a população.

Segundo os organizadores se a resposta das reivindicações for negativa, eles irão continuar em greve por tempo indeterminado. Os bombeiros pretendem realizar uma caminhada pelo centro do Rio por volta das 17h. A Polícia Militar vai atuar na manifestação para organizar o trânsito e reprimir possíveis atos de violência.

Governo

Por meio de nota, a Secretaria de Saúde ressalta que não recebeu pedido de reunião com membros do Corpo de Bombeiros e que esse tipo de solicitação deve ser feito de forma oficial. Caso os grevistas não voltem ao trabalho, o órgão vai contratar temporariamente salva-vidas para substituir os bombeiros que aderiram à paralisação.


 
Veja Relacionados:  heróis, esquecidos, bombeiro, greve
heróis  esquecidos  bombeiro  greve 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS