R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

27 de Maio de 2016

Notícias

Desabamento no Rio
Cobertura completa

Agência de banco em prédio que
desabou tem quase R$ 3 milhões

Itaú e autoridades monitoram a área para evitar possíveis saques

Gustavo Gantois, do R7, em Brasília | 27/01/2012 às 05h40
Publicidade

O desabamento de três prédios no centro do Rio de Janeiro esconde um tesouro que as autoridades ainda não sabem como retirar de debaixo dos escombros. A agência do banco Itaú, de número 0607, localizada na rua 13 de Maio, tem entre R$ 2 milhões e R$ 3 milhões guardados dentro do cofre. Até o início da madrugada desta sexta-feira (27), os bombeiros já tinham resgatado seis corpos. Outras 21 pessoas estavam desaparecidas nos escombros. Seis pessoas ficaram feridas na tragédia.

Em nota oficial, o banco diz que os clientes afetados serão atendidos em outras 11 agências que funcionam na região, mas deixa transparecer a preocupação da instituição ao afirmar que “equipes do banco estão no local desde a noite de ontem para acompanhar e contribuir com o trabalho (...) e adotar as providências cabíveis e necessárias”.

De acordo com uma fonte do banco ouvida pelo R7, o receio é que a quantidade de dinheiro chame a atenção da população, criando problemas de segurança.

- Estamos em contato com os bombeiros, a Defesa Civil e outras autoridades que isolam a área. A primeira providência é localizar as vítimas, mas estamos monitorando o cofre.

Segundo o Banco Central, os correntistas da agência não terão qualquer prejuízo com a destruição da agência. Pelas regras da autoridade monetária, assim que o dinheiro for resgatado, o banco poderá fazer a troca das notas danificadas por outras novas.

O delegado Alcides Neves, responsável pelo inquérito sobre o desabamento, confirmou que há uma equipe de segurança do banco esperando a liberação da área pela Defesa Civil para iniciar a retirada do dinheiro.

- A região está preservada pela Polícia Militar e pela Defesa Civil. Evidentemente que o pessoal do banco deve manter pessoas da segurança deles junto ao local para qualquer necessidade, até a recuperação desse material.

O R7 tentou entrar em contato com a Prefeitura do Rio e com a Defesa Civil, mas ambas as assessorias não responderam aos questionamentos sobre o procedimento de segurança que está sendo adotado para proteger o cofre. 

Entenda o caso

Três prédios de aproximadamente 18, 10 e 4 andares desabaram pouco depois das 20h de quarta-feira (25), na avenida 13 de Maio, região da Cinelândia, centro do Rio. Houve pânico e correria. Momentos depois, cinco pessoas foram resgatadas dos escombros e tiveram ferimentos leves. Um posto de informações para familiares de eventuais vítimas funciona na Câmara dos Vereadores.

As causas da tragédia estão sendo investigadas. O prefeito Eduardo Paes, assim como alguns especialistas, minimizou a possibilidade de explosão. De acordo com avaliações preliminares de técnicos que trabalham no local, as causas teriam ligação com problemas estruturais. 

A Companhia Distribuidora de Gás do Rio de Janeiro, a CEG, informou, às 11h10 desta quinta, que não fornecia gás para nenhum dos três prédios que desabaram e que não há registro de pedido de vistoria para esses edifícios.

Segundo a CEG, o fornecimento de gás para as ruas localizadas no entorno dos edifícios que caíram permanece interrompido por medida de segurança, conforme solicitação da Defesa Civil e da Prefeitura do Rio.

Desde as 6h desta quinta-feira, estão interditados os seguintes trechos: avenida 13 de Maio, avenida Almirante Barroso entre avenida Rio Branco e a rua Senador Dantas. Esta está com mão invertida entre a avenida Almirante Barroso e a rua Evaristo da Veiga. Veículos procedentes da Cruz Vermelha e da avenida República do Chile devem seguir pela Senador Dantas. A prefeitura pede que a população evite o local para facilitar a atuação das equipes.

mapa-ruas-interditadas

Assista aos vídeos: 

z


 
Veja Relacionados:  desaparecidos, escombros, desabamento, eduardo paes
desaparecidos  escombros  desabamento  eduardo paes 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS