R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

22 de Dezembro de 2014

Notícias

Após temporal, ruas do centro do Rio sofrem com alagamentos

Capital está em estágio de atenção para chuvas fortes desde a tarde de domingo (17)

Do R7 | 18/03/2013 às 13h10

Publicidade

As ruas do centro e zona portuária do Rio amanheceram debaixo d'água após o temporal na madrugada desta segunda-feira (18). Pedestres e motoristas precisaram de paciência para driblar os alagamentos. A Defesa Civil do município registrou 44 ocorrências sem gravidade nas últimas horas.

A chuva derrubou árvores, bloqueando ruas e avenidas nas zonas norte e oeste. O aeroporto Santos Dumont, no centro, chegou a fechar para pousos por 15 minutos.

Segundo o Centro de Operações da prefeitura, a capital fluminense está em estágio de atenção para chuvas fortes desde a tarde de domingo (17). O Centro de Hidrografia da Marinha ainda alerta para o risco de ressaca no litoral do Rio. Ondas de 2,5 m  a 3 m podem atingir as praias cariocas até a manhã de terça-feira (19).

No último dia 5 de março, um temporal deixou cinco mortos no Rio, além de causar alagamentos e transtornos. Na ocasião, o Estado do Rio registrou a ocorrência de 9.079 raios em três horas de tempestade, segundo o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

Com 2.149 descargas elétricas em três horas de chuva, a capital fluminense bateu o recorde de incidência de raios por dia deste ano.

Chuvas em Petrópolis

 

As chuvas, que castigam a cidade de Petrópolis, região serrana do Rio, desde a noite de domingo (17), já deixaram pelo menos 13 mortos, segundo informações do Cestad (Centro Estadual de Gerenciamento de Desastres). O volume de chuva já ultrapassou a média esperada para todo o mês de março.

 O município, que, em 2011, foi devastado por um forte temporal, voltou a sentir os efeitos do mau tempo. Até as 10h desta segunda-feira (18), a Defesa Civil já havia recebido 80 chamados para ocorrências como deslizamentos de terras e pontos de alagamentos. Dois agentes do órgão, que ajudavam em um resgate na rua Espírito Santo, no bairro Quitandinha, acabaram soterrados e não resistiram.

Durante o temporal, os rios Quitandinha e Piabanha transbordaram, deixando quatro bairros inteiros debaixo d’água: Quitandinha, Alto Independência, Morin e Alto da Serra. Segundo a Defesa Civil do Estado, sirenes de alerta foram acionadas em nove comunidades.

Na manhã desta segunda-feira, a rodovia Rio-Petrópolis registrava pontos de interdição na subida e na descida da serra, em consequência da queda de barreiras ao longo da via.

Caxias: chuva deixa bairro ilhado

As chuvas também causam estragos na Baixada Fluminense. Os moradores do bairro de Santa Cruz da Serra, em Duque de Caxias, ficaram ilhados por causa dos alagamentos na região. O distrito de Xerém, que já sofreu com enchentes em janeiro passado, voltou a encarar os efeitos do temporal.

Em Angra dos Reis, no litoral fluminense, a chuva forte provocou o aumento do nível do rio Mambucaba, que corta toda a cidade. Há três anos, um temporal deixou mais de 50 mortos.

De acordo com Inea (Instituto Estadual do Ambiente), por volta das 11h desta segunda-feira, mais 15 de rios corriam de risco de transbordar em todo Estado.

 


Veja Relacionados:  Após, temporal, ruas, do, centro, do, Rio, sofrem, com, alagamentos
Após  temporal  ruas  do  centro  do  Rio  sofrem  com  alagamentos 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS