R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

26 de Novembro de 2014

Notícias

Carioca precisa trabalhar quase cem
horas para comprar cesta básica

Todos os 13 produtos que compõem a cesta básica do Rio aumentaram em outubro

Sérgio Vieira, do R7 | 04/11/2010 às 14h07
Publicidade

O custo médio da cesta básica no município do Rio de Janeiro teve o segundo aumento seguido em outubro de 2010, com alta de 4,82% quando comparado com o mês de setembro. O preço da cesta básica carioca ficou em R$ 230,13. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (4) pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

Devido a estas duas altas, a variação acumulada nos últimos doze meses é de 2,39%, e ao longo de 2010 de 7,86%.

Todos os treze produtos que integram a cesta básica do Rio de Janeiro registraram aumento nos preços em relação a setembro. Os mais expressivos foram verificados na batata (15,45%), no feijão (13,18%), na carne (6,34%) e no açúcar (5,42%). Seguindo a tendência das últimas semanas, o segmento alimentício exerce forte pressão nos preços e causa prejuízo no bolso dos cariocas. 

- Vale ressaltar que, devido ao seu peso na composição da cesta básica, a carne contribuiu com 2,08% do aumento total de 4,82%.

Segundo o Dieese, a alta da carne pode estar associada a uma maior demanda no mercado interno, bem como ao recuo da produção decorrente da estiagem prolongada e também das quedas nas cotações verificadas nos anos anteriores.

Por sua vez, a batata, que está em período de entressafra, teve seu volume ofertado no mercado reduzido. A produção do feijão também foi afetada pelo clima seco. No caso do açúcar, o aumento da demanda no mercado internacional pode ter reduzido a disponibilidade do produto internamente.

No acumulado do ano de 2010, apenas três produtos registraram quedas nos preços, sendo duas bastante expressivas: a da batata (-33,33%) e a do tomate (-28,29%).

O trabalhador com rendimento equivalente a um salário mínimo (de R$ 510,00) necessitou cumprir, no mês de setembro, uma jornada de 99 horas e 16 minutos para adquirir os itens alimentícios básicos. Neste mês, o valor da cesta básica representou 49,05% do salário mínimo líquido.

Dos dez produtos que sofreram aumentos nos preços, destacamos o feijão (33,75%), a carne (22,48%), o leite (18,71%) e a farinha de trigo (10,00%).

Nos últimos 12 meses, o tomate e batata foram os únicos produtos que apresentaram quedas de preços sendo estas, entretanto, bastante significativas (-50,17% e -24,06%, respectivamente). As maiores altas foram verificadas nos preços do feijão (26,68%), da carne (17,51%) e do leite (11,06%).


Veja Relacionados:  cesta básica, batata, feijão, carne, açúcar,
cesta básica  batata  feijão  carne  açúcar 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS