R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

27 de Maio de 2016

Notícias

Caso Juan: diretor do Departamento de Polícia
Técnica diz que erro de perita é inaceitável

Impressão digital da criança ainda pode ser colhida para ser usada nas investigações

Do R7, com Rede Record | 07/07/2011 às 13h58
Publicidade

O diretor do Departamento de Polícia Técnica da Polícia Civil do Rio de Janeiro, Sérgio Henriques, disse nesta quinta-feira (7), em entrevista ao programa Balanço Geral da TV Record, que o erro da perita que informou que o corpo encontrado no rio Botas, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, no último dia 30, era de uma menina, é inaceitável. Segundo ele, o equívoco não invalida as provas encontradas que confirmaram que a ossada era do menino Juan de Moraes, 11 anos, desaparecido no dia 20 de junho, durante uma operação da Polícia Militar na comunidade Danon, em Nova Iguaçu, também na baixada. 
De acordo com Henriques, algumas partes do corpo da criança ainda poderão ser usadas nas investigações, como por exemplo, uma das mãos, que estava enterrada, e que dá indícios de um crime recente. 

- A mão dele, que estava enterrada, estava bastante preservada ao ponto da gente conseguir levantar a impressão digital. Isso mostra que trata-se de um caso recente. 

Ainda segundo Henriques, a perita não fez todos os exames que deveriam ser feitos, pois algumas medições não faziam parte de sua especialidade. 

- Ela se baseou única e exclusivamente em uma análise da ossada para dar esta conclusão. A antropologia se vale destes dados, mas também de algumas medições que são feitas e que a perita não fez, por não ser sua especialidade.

O lauda com informações das causas da morte do garoto ainda não tinha sido divulgado até as 13h30 desta quinta-feira.

Assista ao vídeo:


Veja Relacionados:  Juan, menino, Sérgio Henriques, Polícia Técnica
Juan  menino  Sérgio Henriques  Polícia Técnica 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS