R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

25 de Outubro de 2014

Notícias

Chefe do tráfico do morro do Dezoito, Piolho
é preso com a mulher na zona oeste

Contra ele havia seis mandados de prisão, segundo a polícia

Do R7 | 25/04/2012 às 13h18
Publicidade

O chefe do tráfico do morro do Dezoito, em Quintino, zona norte do Rio de Janeiro, Alexandre Bandeira de Melo, mais conhecido como Piolho, 40 anos, foi preso, na manhã desta quarta-feira (25), por policiais da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente de Niterói (DPCA/Niterói), na região metropolitana do Estado.

Ele foi capturado em Jacarepaguá, na zona oeste carioca, após agentes da especializada receberem uma denúncia anônima. De acordo com o delegado João Luiz Garcia, titular da DPCA, contra Piolho havia seis mandados de prisão pelos crimes de homicídio, tráfico, associação para o tráfico, roubo e formação de quadrilha.

No mesmo local, os policiais prenderam Renata Martins Cavalare, 34 anos, mulher do traficante.

Apontado pela polícia do Rio de Janeiro como o principal responsável pela guerra que deixou vários mortos nos morros do Dezoito e do Saçu, no fim de 2010, Piolho decidiu promover o terror na região porque foi expulso de uma favela na zona oeste após trair a confiança do chefe.

Segundo a polícia, Piolho se aproveitou do enfraquecimento da milícia que atuava nas duas comunidades para poder atacá-las. O criminoso conhece bem região já que comandou o Dezoito antes do grupo paramilitar assumir o controle, em 2007.
Piolho fugiu do sistema penitenciário no dia 3 de setembro. Ele estava preso em regime semiaberto no Instituto Penal Sirieiro, em Niterói e não retornou para a cadeia após sair para trabalhar.

Segundo investigações, após fugir do presídio, ele se refugiou na favela Vila Vintém, em Padre Miguel, na zona oeste. Entretanto, foi expulso do local por ordem do chefe do tráfico, Celso Luiz Rodrigues, o Celsinho da Vila Vintém, que está preso, após sequestrar um homem.
Piolho raptou um morador do Dezoito e levou para a Vila Vintém. O rapaz é irmão de um informante da milícia. Celsinho não permite esse tipo de ação na favela. Para liberar a vítima, Piolho exigiu R$ 5.000 e que ela fosse trocado pelo irmão.

Ao ser expulso, o bandido e aliados buscaram uma nova comunidade para se estabelecer. Com o enfraquecimento da milícia , o traficante passou a atacar sucessivamente favelas da zona norte.

Assista ao vídeo:

 
Veja Relacionados:  Chefe, tráfico, morro, Dezoito, Piolho, mulher, zona, oeste
Chefe  tráfico  morro  Dezoito  Piolho  mulher  zona  oeste 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS