R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

27 de Maio de 2016

Notícias

Chuva: Nova Friburgo tem 48 desalojados em escolas nesta quarta-feira

Cidade está com 12 casas interditadas, diz Defesa Civil Municipal

Do R7 | 14/11/2012 às 13h44 | Atualizado em: 14/11/2012 às 13h38
Publicidade

Nova Friburgo, na região serrana, estava com 48 desalojados e 12 casas interditadas no início da tarde desta quarta-feira (14), segundo a Defesa Civil Municipal. Na última terça-feira (13), 35 sirenes de alerta foram acionadas e a cidade estava em alerta máximo por causa da chuva. De acordo com o subsecretário de Defesa Civil Municipal, Robson Teixeira, cerca de 200 pessoas iam passar a noite em pontos de apoio devido ao risco de deslizamento de terra e alagamento de suas casas.

A  Secretaria Nacional de Defesa Civil informou que vai enviar cinco técnicos especialistas em avaliação de desastres para fazer um levantamento da situação em cidades da região serrana do Rio de Janeiro, atingidas por fortes chuvas. Ao menos oito municípios estão em estado de alerta. A equipe é formada por especialistas da Defesa Civil, Agência Nacional de Águas e do Serviço Geológico do Brasil.

O Governo Federal também autorizou a liberação de cestas básicas para famílias desabrigadas ou desalojadas pelas chuvas. O número de vítimas ainda está sendo contabilizado.

A Força Nacional do Sistema Único de Saúde também foi acionada. A região está sendo monitorada 24 horas pelo Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres da secretaria.

Vítima da chuva

Foi encontrado, na manhã desta quarta, o corpo do lavrador Fabiano L. Rodrigues, de 26 anos, que estava desaparecido depois de ser levado pela correnteza do Rio Imbé, em Trajano de Moraes, na região serrana do Rio de Janeiro. Ele tentou atravessar o rio durante a enchente e acabou arrastado pelas águas. O corpo da vítima foi encontrado a 2 km do local onde ele desapareceu. A cidade tem 232 desalojados.

Em Nova Friburgo, duas pessoas ficaram levemente feridas após um deslizamento que atingiu 10 casas no bairro Três Irmãos, distrito de Conselheiro Paulino. Segundo a Defesa Civil, os 35 conjuntos de sirenes foram acionados no município, alertando a população para buscar abrigo nos pontos de apoio. O número de desabrigados e desalojados na cidade não foi divulgado.

Na manhã desta quarta, a  RJ 130, que liga Teresópolis a Nova Friburgo, as pistas estavam parcialmente interditadas por quedas de barreiras.

Ainda na região serrana, o rio Grande, que fica em Bom Jardim, está com nível acima do normal. O conjunto de sirenes de São José do Ribeirão,foi acionado e os moradores deixaram suas casas.

Em Teresópolis, também na região serrana, houve um desabamento sem vítimas no bairro Jardim Meudon. Além disso, houve pequenos deslizamentos em algumas localidades, mas as casas não foram atingidas.O conjunto de sirenes de Quinta Lebrão, Perpétuo, Fonte Santa, Rosário e Pimentel também precisaram ser acionados. A cidade vizinha, Petrópolis, não registrou problemas.

Volume de chuva

A região serrana do Rio de Janeiro teve o maior volume de chuva acumulado do Estado na terça-feira (13), de acordo com a Somar Meteorologia.  A cidade mais atingida foi Teresópolis, onde em apenas 24h foram registrados 123,6mm, valor que representa mais da metade da chuva esperada para o mês inteiro. Em Nova Friburgo, a cidade acumulou quase 60mm de chuva, o que corresponde a 35% do normal para novembro.

As cidades de Bom Jardim, Trajano de Morais, Nova Friburgo, Carmo, Santa Maria Madalena, São José do Vale do Rio Preto, São Sebastião do Alto e Cordeiro também foram bastante atingidas pela chuva. Segundo a Defesa Civil Estadual, a maior preocupação é com o volume de chuva acumulado, que deixa o solo encharcado e pode provocar deslizamentos.

 Ao todo, há 220 desalojados e 34 desabrigados no município de Santa Maria Madalena, no noroeste do Estado, onde uma casa também desabou.

Ajuda estadual

A Defesa Civil Estadual informou que já enviou colchonetes, cobertores, toalhas e travesseiros para atender aos desalojados das cidades de Trajano de Moraes e Santa Maria Madalena e que continua fazendo o monitoramento das condições climáticas, através do Departamento Geral de Defesa Civil e do Centro Estadual de Administração de Desastres. Segundo o órgão, a preocupação a partir de agora é com o acumulado de chuvas.

 Ainda de acordo com a Defesa Civil, ainda há condições de chuva fraca a moderada nas regiões, serrana, norte e noroeste do Estado. 

Tragédia em 2011

Entre a noite do dia 11 e a manhã do dia 12 de  janeiro de 2011, mais de 900 pessoas morreram e cerca de 350 desapareceram após um temporal que atingiu a região serrana do Rio de Janeiro. Choveu em  24 horas o esperado para o mês inteiro e o resultado foi a maior tragédia climática registrada no país, segundo especialistas de várias áreas.

Assista aos vídeos:


Veja Relacionados:  Região, serrana, Rio, vai, receber, técnicos, Secretaria, Nacional, Defesa, Civil
Região  serrana  Rio  vai  receber  técnicos  Secretaria  Nacional  Defesa  Civil 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS