R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

21 de Outubro de 2014

Notícias

Rio+20
Rio+20 Cobertura completa O que é Mapa do evento Programação principal

Com público superior a 50 mil,
Rio+20 fecha escolas e altera trânsito

Frota extra de coletivos ajudará no deslocamento entre 13 e 22 de junho

Do R7 | 10/06/2012 às 05h40
Publicidade

A Rio+20, Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, promete alterar a rotina dos moradores da cidade entre os dias 13 e 22 de junho. Embora o comitê da ONU (Organização das Nações Unidas) não tenha uma estimativa de público oficial, 50 mil pessoas foram cadastradas para comparecer ao Riocentro, na zona oeste. A expectativa é de que 38 mil participantes passem pelo local diariamente, além dos 5.000 funcionários.

Mesmo abaixo da expectativa, a rede hoteleira está com uma taxa de ocupação de 83% nos primeiros dias da cúpula e de quase 95% entre os dias 20 e 22, quando chefes de Estado do mundo inteiro estarão no Rio para a conferência. 

Diante do megaevento, os principais orgãos montaram esquemas especiais de segurança, trânsito e transporte na cidade, por exemplo. Veja abaixo a programação das principais ações.

Enquetes:
O que você faz de práticas sustentáveis na sua rotina?

Qual deve ser a prioridade ambiental no Brasil para os próximos 20 anos?

Trânsito
 
A prefeitura pede aos moradores que evitem circular perto dos locais de eventos, entre os dias 13 e 22, e que os participantes deem preferência ao transporte público, pois nenhum dos locais de evento terá estacionamento para os participantes, apenas para os líderes. Os dias 20, 21 e 22 serão os de maior movimento por causa do deslocamento dos chefes de Estado presentes na cidade.
 
Não haverá faixas exclusivas para as delegações e todas as faixas reversíveis serão canceladas. A alteração mais significativa no trânsito será na avenida Niemeyer, que funcionará em mão única. A via terá apenas sentido para São Conrado, das 13h às 16h, no dia 20, e das 8h às 11h, nos dias 21 e 22. Ela estará aberta somente no sentido Leblon das 18h às 21h, no dia 20, das 15h às 20h, no dia 21, e das 12h às 15h, no dia 22.  
 
A avenida Salvador Allende será interditada apenas no dia 20, em função da cerimônia com os chefes de Estado. O bloqueio será entre 17h e 18h30.
 
Com apoio de uma frota extra, 70 ônibus levarão o público aos eventos, com os trajetos: aeroportos Galeão e Santos Dumont / zona sul (tarifa R$ 12); Galeão / Barra da Tijuca (tarifa R$ 12); e zona sul e Barra / Riocentro (R$ 5,40). Além disso, 29 ônibus convencionais com ar-condicionado, com tarifa de R$ 5,40, farão o trajeto da linha 332 (Taquara / Castelo - via Riocentro e orla).
 
Aeroportos

De acordo com o ministro da Defesa, Celso Amorim, os aeroportos Internacional Antônio Carlos Jobim e Santos Dumont não fecharão durante a conferência. No entanto, haverá restrição no espaço aéreo no Riocentro, onde os chefes de Estado e de governo se reunirão. Os aviões transportando as autoridades terão prioridade sobre os voos comerciais, o que pode provocar atrasos. Os aviões de autoridades utilizarão a Base Aérea do Galeão, na Ilha do Governador.
 
Guardas municipais
 
A operação da Guarda Municipal do Rio começou na última terça-feira (5), com 2.500 agentes e 219 viaturas, divididos em turnos. Entre os dias 20 e 21, 1.091 guardas trabalharão para a Rio+20, em apoio às atividades de segurança, e 41 batedores farão a escolta de chefes de Estado. A GM-Rio também vai atuar com 331 agentes no trânsito e outros 150 farão o patrulhamento da Cúpula dos Povos, no aterro do Flamengo, das 7h às 22h.
 
Feriado e ponto facultativo
 
O feriado escolar nas instituições de educação infantil e de ensinos fundamental, médio, técnico ou superior, assim como creches e cursos, ocorrerá nos dias 20, 21 e 22 para diminuir o fluxo de tráfego na cidade. Dois dias de aula serão repostos em dezembro, segundo o município.

No mesmo período das escolas, a Prefeitura do Rio e o governo federal estabeleceram ponto facultativo nas repartições públicas. No entanto, a medida não se aplicará aos estabelecimentos de assistência médica e hospitalar, segurança pública, aeroportos, telecomunicações e Forças Armadas.

Turismo
 
O atendimento ao turista será reforçado com postos extras de informações. Além disso, o site www.rioguiaoficial.com.br tem a agenda de eventos oficiais e paralelos, além de informações culturais sobre a cidade, meios de transporte, hospedagem e restaurantes. O conteúdo estará disponível em português, inglês e espanhol. Quem preferir pode acessá-lo gratuitamente também no app Rio Guia Oficial, disponível para smartphones, iPhone, Android e Blackberry.
 
Alojamentos
 
Não será permitido acampar fora dos locais determinados, então veja abaixo a lista de locais adequados. A Quinta da Boa Vista, na zona norte do Rio, foi escolhida para abrigar as pessoas que não estão ligadas à Cúpula dos Povos. O sambódromo, no centro, abrigará até 10 mil pessoas de diversos movimentos sociais; o Ciep (Centros Integrados de Educação Pública) da rua do Lavradio, 900 pessoas; o campus da praia Vermelha da UFRJ terá até 2.500 pessoas, fora os 140 ciclistas de todos os Estados; a escola de comunicação da UFRJ abrigará 500 da Rede Afro-Ambiental; e o Ciep Tancredo Neves terá espaço para 550 representantes das associações das Mulheres Brasileiras e Mulheres Negras do Brasil.
 
Comlurb
 
A Comlurb (Companhia Municipal de Limpeza Urbana) aumentou o efetivo de garis e intensificou o cronograma de limpeza em três turnos nos locais próximos aos eventos e nos pontos turísticos da cidade. Nos acampamentos, a coleta de lixo será diária.  
 
Saúde

 A Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil terá um esquema especial. Hospitais, UPAs (Unidade de Pronto Atendimento), as coordenações de emergências regionais e unidades especializadas ficaram de prontidão durante todo o período da Rio+20.
 
Esquema de segurança

A operação de segurança para a conferência começou na última terça-feira (5) com cerca de 15 mil homens, sendo 8.000 das Forças Armadas, 2.500 da Polícia Militar, 1.400 da Polícia Federal, 1.400 da Polícia Rodoviária Federal, mil agentes da Guarda Municipal, 600 homens do Corpo de Bombeiros e um efetivo não divulgado de policiais civis.

Serão usados 29 helicópteros para monitorar os deslocamentos. O Centro de Coordenação de Operações de Segurança, montado na sede do Comando Militar do Leste, receberá imagens de cerca de 550 câmeras espalhadas por toda a cidade.


 
Veja Relacionados:  esquema, trânsito, segurança, ônibus, Rio+20
esquema  trânsito  segurança  ônibus  Rio+20 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS