R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

27 de Maio de 2016

Notícias

Coronel Erir Costa Filho é o
novo comandante-geral da PM do Rio

Ele foi nomeado após coronel Mário Sérgio Duarte pedir demissão do cargo

Do R7 | 29/09/2011 às 16h55
Publicidade

A Secretaria de Estado de Segurança Pública do Rio de Janeiro informou nesta quinta-feira (29) que o novo comandante-geral da Polícia Militar é o coronel Erir Costa Filho. Ele é ex-comandante do Batalhão de São Cristóvão (4º BPM) e, atualmente, estava à frente da Superintendência de Comando e Controle da secretaria. Ele assume o cargo no lugar do coronel Mário Sérgio Duarte, que pediu demissão na noite de quarta-feira (28). 

O secretário José Mariano Beltrame realizou uma reunião nesta quinta, que durou mais de sete horas, com a cúpula da pasta para decidir quem seria o novo comandante-geral da PM. Outras duas indicações também foram analisadas, segundo informações de bastidor do QG (Quartel General) da PM: os coronéis Ricardo Quemento e Aristeu Leonardo.

Costa Filho era ajudante-geral no Comando da Polícia Militar entre os anos de 2007 e 2008, quando oficiais e praças se rebelaram por melhores condições de trabalho e salários, de acordo com o ex-corregedor da PM coronel Ricardo Paúl. Segundo o oficial, Costa Filho não se envolveu nas reivindicações.

- Não há nada desabonador em sua conduta, mas ele faz o jogo do governo. Quem faz o jogo do governo, não faz o jogo da polícia.

Comandante pede demissão

O ex-comandante da PM enviou uma carta ao secretário Beltrame explicando o porquê do pedido de demissão. Na mensagem, enviada por telefone celular, o coronel Duarte diz que o motivo pelo pedido de exoneração do cargo é “não deixar espaço para dúvidas quanto à responsabilidade no processo de escolha dos Comandantes, Chefes e Diretores da Corporação”. Além disso, ele afirma que quer preservar de acusações injustas às pessoas que a ele confiaram o cargo.

O pedido de demissão veio um dia após a prisão do tenente-coronel Cláudio Oliveira, suspeito de ser o mentor da morte da juíza Patrícia Acioli, assassinada com 21 tiros no dia 11 de agosto. Um dos PMs presos, suspeito de envolvimento no caso, aceitou cooperar com as investigações da DH (Divisão de Homicídios) da Polícia Civil e apontou o oficial como responsável pela morte.

Na carta, o coronel Duarte diz que a escolha do tenente-coronel Oliveira para comandar o Batalhão de São Gonçalo (7º BPM) foi uma opção dele.

Beltrame lamentou a saída do coronel do posto de comando da PM, mas julgou procedente o pedido feito por ele, que reconheceu o desgaste causado pela suspeita de envolvimento de um oficial da corporação no caso da morte da juíza.

Atualmente, o coronel encontrava-se de licença médica. Na última segunda-feira (26), ele passou por uma cirurgia para a retirada de um nódulo na próstata, no Hospital da Polícia Militar, na zona norte da capital fluminense, e ficaria afastado por pelo menos 30 dias.

Segundo o comunicado divulgado pela Secretaria de Segurança Pública, o nome do novo comandante-geral da PM será divulgado o mais breve possível.

Assista ao vídeo:


Veja Relacionados:  Eri Costa Filho, comandante-geral, PM, demissão, cargo, Bope, Mário Sérgio
Eri Costa Filho  comandante-geral  PM  demissão  cargo  Bope  Mário Sérgio 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS