R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

31 de Outubro de 2014

Notícias

Corpo de criança que teria sido espancada
por pai e madrasta ainda está no IML

Menino estava há seis meses na casa do pai

Do R7 | 18/07/2012 às 14h07
Publicidade

Permanece no IML (Instituto Médico Legal) o corpo de Weslei Fernandes de Araújo, de 2 anos, que teria sido torturado na madrugada de terça-feira (17) pelo pai e  pela madrasta. Levada para o hospital, a criança não resistiu. Policiais da Delegacia da Taquara (32ª DP) investigam o caso.

A suspeita sobre eles surgiu quando ela ligou para uma vizinha e disse que o menino estava desacordado, depois de cair da cama na casa da família, na rua Aurora, na comunidade Rio das Pedras, em Jacarepaguá, zona oeste do Rio de Janeiro. Vizinhos foram até a casa e ajudaram a levar Weslei para o Hospital Cardoso Fontes, no mesmo bairro.

Durante o atendimento, a médica de plantão desconfiou da história apresentada pelos pais porque a criança chegou à unidade com traumatismo craniano, vários dentes quebrados, lesões internas por todo corpo e fratura na perna. O menino chegou a ficar em coma na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), mas não resistiu.

A médica decidiu chamar a polícia e os dois foram presos em flagrante. De acordo com a Polícia Civil, o casal vai responder por tortura com resultado de morte e a pena pode chegar a 21 anos de prisão.

De acordo com a polícia, a madrasta do menino jogou a culpa no marido durante seu depoimento. A suspeita disse que o companheiro é usuário de drogas. Já o homem teria dito que só batia no filho para corrigi-lo.

Ao todo, nove testemunhas já foram ouvidas pela polícia. A criança estava havia seis meses com o pai. Antes, ela morava em Vitória, no Espírito Santo.

Assista ao vídeo:


 
Veja Relacionados:  Corpo, criança, teria, sido, espancada, pai, madrasta, IML
Corpo  criança  teria  sido  espancada  pai  madrasta  IML 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS