R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

20 de Setembro de 2014

Notícias

Estupro em van: suspeitos ofereceram americana a outro homem

Informação foi confirmada em depoimento da vítima à polícia

Do R7 | 09/04/2013 às 11h35
Publicidade

A turista americana, que foi estuprada durante seis horas em uma van, no Rio de Janeiro, teria sido oferecida para outro homem como forma de pagamento. De acordo com informações passadas pela polícia, ao chegar a São Gonçalo, os três homens e o menor de idade se encontraram com um homem e teriam mostrado a turista.

Ainda de acordo com a polícia, o homem teria feito uma cara de nojo e afirmado que a turista já estava “muito gasta”. Com a recusa, os suspeitos efetuaram a entrega de um envelope e saíram do local.

Nesta terça-feira (9), a Justiça aceitou a denúncia do Ministério Público contra os três suspeitos de estuprar a jovem americana e agredir seu namorado, um turista francês. Os suspeitos são acusados pelos crimes de estupro e atos libidinosos, sequestro-relâmpago, formação de quadrilha, extorsão e corrupção de menores.

O turista francês prestará depoimento nesta terça. Ele teria ficado algemado ao carro enquanto assistia à namorada sofrer violência sexual. O turista também teria sofrido diversas agressões. Dois suspeitos identificados como Wallace Aparecido Souza Silva, de 22 anos, e Jonathan Foudakis de Souza, de 20 anos, foram presos no final de março. Carlos Armando Costa dos Santos, de 21 anos, foi detido no dia 1º de abril.

Um menor de idade também foi apreendido, suspeito de envolvimento com o crime. Ele estava em uma casa de acolhimento na Central do Brasil, no centro, e foi localizado após investigação da DEAT (Delegacia Especial de Apoio ao Turista).
 
O crime aconteceu na madrugada do dia 30 de março. Os turistas pegaram uma van em Copacabana, na zona sul, com destino à Lapa, na região central, mas foram sequestrados e levados para São Gonçalo, na região metropolitana. Eles chegaram a usar cartões de débito para fazer compras em postos de combustíveis. Com um dos suspeitos, foi encontrado o celular da vítima.

Polícia Civil afasta delegada

A chefe da Polícia Civil, delegada Martha Rocha, exonerou no dia 1º a delegada Marta Dominguez, titular da Deam (Delegacia Especial de Atendimento à Mulher) de Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Segundo Martha Rocha, a delegada não adotou as medidas necessárias na investigação do caso de uma jovem que foi estuprada, no dia 23 de março, pelos mesmos criminosos que abusaram sexualmente da turista.

Ainda de acordo com Martha Rocha, a diretora do Posto Regional de Polícia Técnico Científica de São Gonçalo, a perita Martha Pereira, também foi exonerada do cargo, uma vez que ficou constatada a demora no atendimento à vítima, no Instituto Médico Legal do município.

Em nota, Martha Rocha pediu desculpas pela prestação de serviços e lamenta que a gestão dos dois órgãos envolvidos estivesse sob a responsabilidade de mulheres, justamente as que deveriam ser mais sensíveis em episódios como este.

Assista ao vídeo:


 
Veja Relacionados:  americana, estuprada, seis horas, Rio, oferecida, homem, pagamento
americana  estuprada  seis horas  Rio  oferecida  homem  pagamento 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS