R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

22 de Outubro de 2014

Notícias

Grávida morre após ser liberada
de hospital na Baixada Fluminense

Familiares denunciam que houve descaso no atendimento

Do RJ no Ar | 09/04/2012 às 13h06 | Atualizado em: 09/04/2012 às 14h26
Publicidade

Uma grávida de oito meses morreu depois de ser liberada do hospital da Mulher, em Vilar dos Teles, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Os familiares denunciam que houve descaso no atendimento da jovem.

Natália Marcele da Silva Santos, de 21 anos, foi internada com dores na barriga e ficou sete horas recebendo atendimento. De acordo com os parentes, ela recebeu medicamento para a dor e foi liberada. Quando chegou a casa, a jovem voltou a passar mal, foi levada de volta para o hospital onde ficou internada na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo). Depois de 12 horas, ela morreu. Segundo o atestado de óbito, a jovem teve uma hemorragia digestiva, denominada Síndrome de Hellp.

Desesperada, a mãe de Natália, Nilzete Souza, contou que a filha fez o pré-natal e estava tudo bem, até sentir as dores na barriga e ser levada para o hospital. Natália era filha única e este seria o primeiro neto de Nilzete.

- Não tenho mais ninguém.

Parentes e amigos de Natália fizeram uma manifestação na porta do hospital.

A direção do Hospital da Mulher Heloneida Studart informou que a paciente não saiu da unidade em momento algum e que a morte ocorreu em decorrência da gravidade do seu caso.

Assista ao vídeo:

 


 
Veja Relacionados:  grávida, hospital, morte
grávida  hospital  morte 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS