R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

1 de Setembro de 2014

Notícias

Greve dos vigilantes entra no oitavo dia com 15
cidades sem atendimento nas agências bancárias

Sindicato patronal diz que acordo já foi feito e salário com reajuste já está sendo pago

Do R7, em Campos | 30/03/2011 às 13h20
Publicidade

A greve dos vigilantes no interior do Rio de Janeiro completa nesta quarta-feira (29) o oitavo dia e os trabalhadores de mais dois municípios aderiram a paralisação segundo o sindicato dos vigilantes do norte e noroeste do Estado do Rio de Janeiro. Os vigilantes de Macaé, no norte fluminense, e de Nova Friburgo, na região serrana, entraram em greve nesta quarta-feira, depois de uma paralisação de 24 horas na sexta-feira (25).

Ao todo 15 cidades estão com as agências bancárias fechadas por causa da greve. Uma lei federal proíbe o atendimento ao público das agências bancárias sem a presença de vigilantes.  

Em Campos dos Goytacazes e outros municípios, também no norte fluminense, algumas lotéricas pararam de aceitar pagamento de contas.

Os vigilantes estão em greve reivindicando um reajuste de dez por cento, além da inflação e que o tíquete passe para R$ 15,00, hoje ele é de R$ 8,20.

O Sindesp-RJ (Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado do Rio) informou nesta quarta-feira, através de nota, que “Em acordo feito com a categoria e publicado na edição de 25 de fevereiro último do Diário Oficial do Estado, os vigilantes do Estado do Rio receberam um reajuste de 14,62% em seus vencimentos.” A nota também diz que o Sindesp-RJ, já vem fazendo o pagamento do reajuste, nos contra-cheques de abril, a todos os vigilantes do Estado, por conta da Convenção Coletiva assinada junto ao Sindicato dos Vigilantes do Estado do Rio. E que “o Sindesp-RJ espera que as autoridades de Campos tomem as medidas necessárias para resguardar a segurança dos trabalhadores que queiram trabalhar, bem como dos clientes que se dirigirem às agências. Respeitamos o direito à greve, assim como desejamos ver respeitados os direitos dos funcionários e da população em geral.”


 
Veja Relacionados:  vigilantes, greve, bancos,
vigilantes  greve  bancos 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS