R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

27 de Maio de 2016

Notícias

Historiador acusa Academia Brasileira de Letras de censura durante palestra sobre sexualidade

Transmissão pela internet foi interrompida após professor da Unicamp falar sobre vagina

Do R7 | 25/09/2012 às 05h53
Publicidade

O historiador Jorge Coli acusa a ABL (Academia Brasileira de Letras) de ter censurado a transmissão ao vivo pela internet da sua palestra Sexo não é mais o que era. A apresentação, que discutiu questões como pornografia, erotismo e sexualidade no universo das artes em 12 de setembro, foi interrompida na web depois que o professor da Unicamp (Universidade de Campinas) mostrou um quadro com a imagem de uma vagina. Responda abaixo à enquete: palestra sobre arte e sexo na ABL foi alvo de censura?

Segundo Coli, a pintura do francês Gustave Courbet A Origem do Mundo e as obras do americano Jeff Koons, que mostram posições sexuais, serviram de base para debater o moralismo e o conservadorismo que oprimem o imaginário da sociedade. Para o historiador, a atitude da ABL é uma prova desse “puritanismo dominante”.

— Vivemos uma relação esquizofrênica com o sexo: de um lado, a hiperexposição, de outro o moralismo cada vez mais conservador. Eu diria que a hiperexposição provoca o moralismo. Creio que tudo pode ser dito e mostrado, desde que se esvaziem os tabus e que se encontre a naturalidade do tratamento, sem malícia, sem peso, sem pejo, sem preconceito. A melhor busca é a da naturalidade, sem repressões, sem curiosidades envergonhadas que desencadeiam tanta culpa em cada um.

Para a direção da ABL, o conteúdo era inapropriado ao público do site, que não tem restrição de idade. Por isso, a instituição decidiu tirar a palestra do ar, embora a apresentação tenha continuado no anfiteatro da academia.

A palestra de Coli fazia parte do ciclo "Mutações - O futuro não é mais o que era", organizado pelo filósofo Adauto Novaes e patrocinado pelo Ministério da Cultura e pela Petrobras. No site do evento, Coli fez questão de demonstrar a sua revolta diante da censura à sua apresentação.

— Não apenas os acadêmicos são imortais: eles também não têm sexo, como os anjos.

O episódio também causou discussões acaloradas nas redes sociais. Internautas procuraram o site do ciclo de debates para reclamar do corte na transmissão. "Coincidência com o tema 'hard' me leva a crer que se trata de um puro e simples ato de censura por parte da ABL", escreveu um deles.


 
Veja Relacionados:  Historiador, acusa, Academia, de, Letras, de, censura, durante, palestra, sobre, sexualidade
Historiador  acusa  Academia  de  Letras  de  censura  durante  palestra  sobre  sexualidade 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
 

Palestra sobre arte e sexo na ABL foi alvo de censura?

O historiador Jorge Coli acusa a ABL (Academia Brasileira de Letras) de ter censurado a transmissão ao vivo pela internet da sua palestra Sexo não é mais o que era. A academia nega censura e diz que o conteúdo era inapropriado ao público do site, que não tem restrição de idade

  • Não

  • Sim

RSS